1.500 Cegonheiros continuam parados no ABC

Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg) contabiliza que seus 3.700 caminhões cegonha estão parados

1.500 Cegonheiros continuam parados no ABC (Foto: Divulgação)

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros (Sinaceg) contabiliza que seus 3.700 caminhões cegonha estão parados, sendo que na região do ABC, na grande São Paulo, são 1.400 cegonhas carregadas e pouco mais 100 vazias estacionadas nos pátios do sindicato e nas empresas de distribuição logística.

Veja também: Greve de caminhoneiros afeta atividades em 129 unidades produtoras de carnes

O presidente do Sinaceg, Jaime Ferreira dos Santos, está em Brasília e participa de todas as reuniões com o ministro da Casa Civil, parlamentares e o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia.

(Foto: Divulgação)

“A reunião desta quinta (24) às 14h é muito importante. Houve um pequeno avanço, mas ainda não atende às necessidades dos caminhoneiros”, informa o presidente do Sinaceg, que participará da reunião das lideranças dos caminhoneiros com o ministro Eliseu Padilha.