Encerrada na última sexta-feira (7), em Bento Gonçalves (RS), a 21ª edição da Transposul recebeu mais de 14 mil visitantes – aumento de 20% em relação à edição passada – e estima ter movimentado em torno de R$ 250 milhões ao longo dos três dias de evento.

Realizado pelo SETCERGS (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística do Rio Grande do Sul), o segundo maior evento do segmento contou com o apoio da CNT, do SEST SENAT e do ITL (Instituto Transporte e Logística).

A feira, marcada pela expectativa da retomada da economia brasileira e dos negócios no setor de transporte, teve mais de 100 expositores, que apresentaram novidades tecnológicas dos maiores fabricantes de caminhões e veículos comerciais, implementos e equipamentos rodoviários, gestão de frotas e rastreamento, autopeças, motores e pneus, distribuidores de combustíveis, derivados e componentes, bancos, financeiras e seguradoras.

Confira um giro pelas novidades expostas pelas principais montadoras:

Volvo

A Volvo e seu concessionário Dipesul apresentaram um FH 6×4, um VM 4×2 com motorização de 330cv, um chassi de ônibus B270F, de 15 metros e vários caminhões seminovos. Durante a feira, os técnicos da Volvo divulgaram o Dynafleet, a solução de telemetria da marca. Com ela, o transportador pode acessar diversas informações sobre a forma com que seus caminhões estão sendo conduzidos, trocar de mensagens entre caminhoneiro e a empresa diretamente através do veículo, além de ter o posicionamento em tempo real.

Scania

Na Transposul, a Scania, em parceria com as concessionárias Suvesa e Brasdiesel, trouxe sua nova geração de caminhões, que, segundo Márcio Furlan, gerente de Marketing e Comunicação, proporciona redução de até 12% do consumo de diesel se comparada com a geração anterior. De acordo com ele, as novas cabines foram desenvolvidas com a mais alta tecnologia disponível no mercado e sob a perspectiva do motorista. Além disso, o estande da montadora contou com espaço dedicado a serviços e soluções financeiras. “A Scania está fazendo uma verdadeira revolução no mercado, desde o lançamento dos Serviços Conectados, e do Programa de Manutenção com Planos Flexíveis, em 2017. O Programa de Manutenção com Planos Flexíveis reduz em até 16% o custo operacional, e aumenta a rentabilidade e 20% da disponibilidade da frota.”

Mercedes-Benz

Um dos destaques da Mercedes-Benz aos clientes da região Sul, durante a Transposul, foi o caminhão leve Accelo 1016 com câmbio totalmente automatizado. Essa versão, que acaba de chegar ao mercado, traz vantagens como redução no consumo de combustível e de custos operacionais e maior conforto e produtividade para os motoristas na distribuição urbana de cargas. Segundo Ari de Carvalho, diretor de Vendas e Marketing Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, trata-se da primeira linha de caminhões leves e médios a entregar o câmbio automatizado no mercado brasileiro. A marca também expôs, com o apoio do concessionário Mecasul, o semipesado Atego 2430, o extrapesado Actros 2546 e o furgão Sprinter. Durante o evento, motoristas profissionais puderam fazer test-drive no Actros 2651 6×4.

Volkswagen/MAN

Focada nas principais aplicações do sul do país, a Volkswagen Caminhões e Ônibus destacou, na Transposul, o extrapesado MAN TGX 29.480, no qual os visitantes puderam fazer test drive. Também marcou presença o Constellation 30.330, que, segundo a marca, no comparativo com seus principais concorrentes, oferece potência e torque, em média, 15% superiores, com um peso bruto total de 29 toneladas. Teve espaço ainda a família Delivery, projetada e desenvolvida para definir um novo patamar no atendimento às necessidades do cliente

DAF

A DAF Caminhões Brasil, em conjunto com as concessionárias DAF Austral e DAF Eldorado, expôs os XF105 rodoviário, nas configurações 6×2 e 6×4. O extrapesado esteve disponível para test-drive dos clientes, que também conheceram o Consórcio Nacional DAF e o atendimento multimarcas, com as peças TRP, da PACCAR Parts.

Fonte: Agência CNT.