Espécies brasileiras de abelhas e previsão do tempo no planejamento da safra | AgroJornal – 01/10/2017

Abelhas estão na lista dos animais ameaçados de extinção

O AgroJornal traz a previsão do tempo no planejamento das safras e o trabalho dos meteorologistas: como eles analisam dados atmosféricos e transformam informações para os produtores rurais? Tem também a previsão do tempo para o último trimestre do ano e uma matéria sobre as abelhas: a produção de alimentos pode ficar comprometida sem elas? Vamos conhecer algumas espécies de abelhas nativas do Brasil, que não têm ferrão.

Previsão do Tempo

Geralmente, nós que moramos nas cidades, queremos saber da previsão, se o tempo vai mudar de repente, se precisa levar uma blusa ou guarda-chuva para o trabalho e, principalmente, se vai fazer calor para curtir o final de semana. Na agricultura, a previsão do tempo é uma ferramenta essencial para o planejamento das safras e na definição dos preços de alguns produtos no mercado futuro.

Para o produtor organizar o plantio, a colheita e definir como será a logística de armazenagem e distribuição, os meteorologistas se reúnem para traduzir os dados que chegam da Agência Americana de Meteorologia (NOAA), no Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do INPE e também do INMET, o Instituto Nacional de Meteorologia.

Os profissionais analisam variáveis, os ingredientes, separadamente: pressão atmosférica, temperatura, direção dos ventos, a umidade vinda dos oceanos, e quando colocam tudo junto, eles conseguem prever como ficará o tempo em semanas e até meses. Mesmo com toda tecnologia aplicada no campo, é o clima quem dá a palavra final sobre a produtividade.

Abelhas

Dia 3 de outubro é o dia da Abelha. Pela primeira vez elas entraram na lista dos animais ameaçados de extinção. São 7 especieis que vivem no Havaí, mas as colônias estão reduzindo em todo o mundo. O Ibama e a Embrapa estão estudando uma forma de harmonizar a convivência entre abelhas e agroquímicos: não aplicar contra o vento, ter cuidado na aplicação aérea, ter a certeza de que está sendo bem utilizado o produto fora da área de visitação, seja pra polinização, seja para produzir o mel.

O AgroJornal visitou o Meliponário de abelhas produtoras de mel da Embrapa Meio Ambiente, que possui espécies nativas do Brasil. Você sabia que elas não tem ferrão? São três espécies, todas melíferas, significa que produzem mel, como a pequenina Lambe Olhos. Tem também a Mandaçaia, com listrinhas amarelas que lembram um pouco as africanizadas, que foram introduzidas no Brasil e ferroam.

Abelhas pelo mundo

Existem no mundo cerca de 20 mil espécies de abelhas. As colmeias podem até mudar de formato, aspecto, mas a organização é bem parecida. Uma abelha pode voar até 25 km/h. A Jataí está presente em todo o território nacional. Uma colônia de abelhas nativas produz de um a quatro litros de mel por ano. A produção é pequena se comparada com abelhas africanizadas, com ferrão, que produzem mais de 20 litros por ano. O principal papel delas não é produzir o mel, e, sim, fazer a polinização.

O desaparecimento das abelhas é uma preocupação mundial. Nos Estados Unidos, desde 1940, o número de colmeias caiu pela metade. Na Europa, a redução de 50% aconteceu nos últimos 25 anos. O uso de inseticidas, introdução de novas espécies, mudanças no habitat natural e no clima, podem ser alguns dos fatores.

Assista ao Brasil Caminhoneiro! Todos os domingos, às 7h, no SBT!

Visite o canal do Brasil Caminhoneiro no YouTube:
https://goo.gl/ucdkEQ

Siga o BRC nas redes:
Site: https://goo.gl/BzgX6V
Facebook: https://goo.gl/cgeY7D
Instagram: https://goo.gl/qWo2i6
Twitter: https://goo.gl/2R2UUr

WhatsApp: Mande uma mensagem para o número 11 94455-7765 com seu nome e sua cidade para receber notícias e vídeos. Cadastre-se!