Após três anos entre quedas e dificuldades de recuperação, o mercado de caminhões teve um bom desempenho em 2018. Ao longo do ano foram vendidos pouco menos de 76 mil unidades, número que representa uma alta de 46,3% em relação a 2017.

O destaque fica para o segmento de pesados, que terminou o período com crescimento de 85,5%.

“O que está puxando (o mercado) é o setor de pesados e extrapesados, principalmente pelas atividades ligadas ao agronegócio como o transporte de grãos”, explicou Luiz Carlos de Moraes, vice-presidente da Anfavea.

“Os outros segmentos cresceram também, porém a proporção é menor. Falta a indústria crescer, e também o setor de serviços, para puxar estes mercados”, concluiu o executivo.

Quem vendeu mais?

Entre as fabricantes de caminhões, a liderança de vendas ficou com a Mercedes-Benz, que vendeu pouco mais de 21 mil unidades. Na sequência está a Volkswagen Caminhões, com 20,2 mil.

A terceira fabricante que mais vendeu foi a Volvo, com 10,6 mil licenciamentos. Ford (9,3 mil), Scania (8,6 mil), Iveco (2,6 mil) e DAF (2,3 mil) completam a lista das empresas que venderam mais de mil unidades em 2018.