Alckmin assina nos EUA empréstimo de R$ 2 bi para obra do Rodoanel

O governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta quinta-feira, dia 14 de junho, em Washington, um contrato de financiamento no valor de R$ 2 bilhões com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), destinados para a construção do trecho norte do Rodoanel Mario Covas.

“O financiamento do BID vai nos ajudar a arcar com último trecho do Rodoanel Metropolitano de São Paulo. É uma obra que vai ajudar muito o trânsito de passagem, o acesso e a saída da grande metrópole do país. Melhora a logística interligando o mais importante aeroporto, que é Cumbica, com o maior porto, que é Santos”, disse Alckmin.

O Trecho Norte, último do Rodoanel a ser concluído, terá 44 km de extensão e interligará os trechos Oeste e Leste. Ao todo, o Estado vai investir cerca de R$ 4,79 bilhões no rodoanel, sendo R$ 2 bilhões de financiamento do BID e os outros R$ 2,79 bilhões de orçamento do Estado. O custo total do Trecho Norte é de R$ 6,51, dos quais R$1,72 bilhão virá de investimentos da União.

O empreendimento minimiza impactos sobre remanescentes preservados de Mata Atlântica, ao mesmo tempo reduz interferências sobre áreas de urbanização consolidada. A expectativa é que pelo Rodoanel Norte circularão diariamente 65 mil veículos, sendo 30 mil deles caminhões (60% retirados da marginal Tietê).