Analise do Murilo | Dever não é crime

 

Muitos amigos aí do trecho têm reclamado com nossos repórteres aqui do Brasil Caminhoneiro,  que há empresas de seguro e gerenciadoras de risco utilizando informações sobre restrição a crédito, situação fiscal para indicarem ou não a contratação de motoristas por transportadoras. 

Na verdade, isso é absurdo. Não se discute nem a legalidade desses procedimentos. É uma base falsa para julgar qualquer trabalhador que tenha problemas para pagar uma conta ou tem uma dívida fiscal. Dever não é crime, é uma circunstância: se o caminhoneiro ficou algum tempo desempregado, teve um acidente, um problema sério na família pode ter ficado inadimplente. Negar a ele o direito de trabalhar, justamente para poder voltar a honrar seus compromissos é uma atitude difícil de aceitar. E eu diria, quase ilegal. 

No Brasil, é bom lembrar, dívida não é crime! Não há prisão por dívida a não ser por falta de pagar pensão alimentícia. Por isso as gerenciadoras de risco não podem criminalizar uma situação que a lei não criminaliza. Se você passar por esse problema, denuncie. Procure conversar com a própria transportadora. Você tem direito de trabalhar.