ANIP divulga quedas em produção e vendas de pneus

As fabricantes de pneus que fornecem para montadoras anunciaram que no primeiro quadrimestre houve uma queda geral de 2%, passando de 25,37 milhões de unidades em 2014 para 24.86 milhões de unidades em 2015. Os dados são da ANIP, a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos. As vendas de pneus de carga para montadoras tiveram a maior redução e caíram 44,7%, passando de 754.699 para 417.238 milhões de unidades entre os primeiros quadrimestres de 2014 e 2015.

O mercado de reposição como um todo se manteve em alta (10,9%) nos primeiros quatro meses do ano; por outro lado o canal de vendas para montadoras registrou forte redução (-21,5%) e as exportações uma significativa queda (de 13,5%) comparada ao mesmo período do ano passado, marcando o resultado negativo do inteiro setor (menos 2%) neste começo de ano.

A produção de pneus no país teve um leve crescimento, de 2,8%, no primeiro quadrimestre deste ano quando comparado ao mesmo período de 2014 passando de 23,83 para 24,51 milhões de unidades.

Análise

Para Alberto Mayer, presidente da ANIP, são necessárias iniciativas do governo para possibilitar um crescimento das exportações de pneus, porque mesmo com um câmbio mais favorável e esforços da indústria, as vendas externas seguem em queda.

“A queda de 13,5% nas exportações das empresas associadas nos primeiros quatro meses do ano reflete a contínua perda de competitividade do produto nacional. Vários fatores se somam para este efeito: o aumento dos custos de matérias-primas que precisam ser importadas pela produção nacional insuficiente, bem como os moldes gravados com o Imposto de Importação de 30% que deixam as empresas do País sem condições de competir no cenário internacional”, disse Mayer.

Queda nas vendas no primeiro quadrimestre (em milhões de unidades):

  • Carga: 3,057 para 2,521 (-17,5%)
  • Camioneta: 3,376 para 3,201 (-5,2%)
  • Passeio: 12,214 para 12,751 (+4,4%)
  • Duas rodas: 5,635 para 5,307(-5,8%)
  • Agrícola: 0,297 para 0,271 (-8,8%)
  • Industrial: 0,739 para 0,761 (+3%).

Vendas globais dos fabricantes por canal (em milhões de unidades – 2014 para 2015):

  • Reposição 14,10 para 15,65 mi (+10,9%)
  • Exportação 4,58 para 3,97 (-13,5%)
  • Montadoras 6,68 para 5,24 (-21,5%)