Aporte para construção de marginais e terceira faixa da Rodovia Anhanguera soma R$ 142 milhões

Já em andamento desde a última sexta-feira, as obras de ampliação das pistas da Rodovia Anhanguera, fazem parte de um pacote de investimentos SP-330. Com investimentos na ordem de R$ 142 milhões, viabilizados pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, o objetivo é reordenar o tráfego urbano e de longa distância, melhorar a fluidez e oferecer mais segurança para os usuários na região de Campinas, Sumaré, Nova Odessa, Americana, Jundiaí e Louveira.

Serão construídos 37 quilômetros de pistas marginais e de 32,9 quilômetros de terceira faixa na Anhanguera, no trecho entre Jundiaí e Americana. A construção de marginais será realizada em trechos: entre o km 86 e o km 92 (região de Valinhos e Campinas) em ambos os sentidos, com previsão de término para abril de 2014; entre o km 103 e o km 110, em ambas as pistas (região de Campinas e Sumaré), com conclusão prevista para abril de 2013; do km 110 ao km 120 (região de Americana e Sumaré) com término previsto para abril de 2014.

Já a terceira faixa da Anhanguera será construída entre o km 62 e o km 71 (entre Jundiaí e Louveira) com conclusão prevista para abril de 2014, e do km 120 ao km 128 (Americana), nos dois sentidos, devendo ser encerrada em abril de 2013.

O pacote de investimentos também inclui a reconstrução de quatro passarelas para pedestres e de um viaduto, além da implantação de quatro viadutos e de ponte sobre o Córrego Tijuco Preto. A previsão de término de todas as melhorias é abril de 2014.

O Programa também beneficia os municípios que são cortados por rodovias da malha concessionada, que recebem repasse de ISS-QN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). O imposto incide sobra a tarifa de pedágio desde 2000. Até 2011, o repasse foi de R$ 100 milhões para Campinas, R$ 34 milhões para Sumaré, R$ 16 milhões para Americana, R$ 76 milhões para Jundiaí e R$ 5,7 milhões para Louveira. A transferência de verba é feita para 256 prefeituras do Estado, proporcionalmente à extensão da rodovia que atravessa o município.

Foto: Clovis Ferreira / Digna Imagem