Após pressão do Congresso Nacional, Bolsonaro e Paulo Guedes se acertaram no valor de R$ 600.

O presidente Jair Bolsonaro fechou o valor de R$ 600 como auxílio a ser pago aos trabalhadores informais por causa da pandemia do coronavírus. Vale ressaltar também que houve uma forte pressão do Congresso Nacional, que estipulava o valor de R$ 500.

O montante é o triplo do especulado anteriormente pela equipe econômica do governo (R$ 200) e deve ser pago durante três meses.

Em uma live nas redes sociais, Bolsonaro falou sobre o tema:

“Conversei com o Paulo Guedes, o major (Vitor Hugo) também conversou, e o Paulo Guedes resolveu triplicar esse valor. A gente sabe que R$ 200 é pouco, R$ 600 dá uma ajuda pra quem perdeu o emprego, né… Os informais que perderam sua atividade. Então, dei o sinal verde.”

Se for mantido o mesmo número de beneficiários do projeto inicial, o valor a ser gasto pelos cofres públicos deve ser de, aproximadamente, R$ 45 bilhões.

Atualização

O valor do benefício pode chegar a R$ 1200 por família, considerando que existam dois ou mais trabalhadores desempregados, pertencentes ao mercado informal ou para mães solteiras que sejam chefe de família.

Além disso, a renda deve ser de meio salário mínimo por pessoa ou até três salários mínimos de renda familiar.

A proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados e segue para análise no Senado.

Com informações de Marcello Corrêa, do Jornal O Globo.