Caminhão é apreendido com 5 mil litros de combustível que seriam levados a garimpo ilegal

No mês passado, outro caminhão foi apreendido na mesma rota levando 66 galões de diesel e 28 de gasolina

Caminhão é apreendido com 5 mil litros de combustível que seriam levados a garimpo ilegal (Foto: Secom/Divulgação)

Um caminhão carregado com 5,3 mil litros de combustível foi apreendido na quinta-feira (3) na RR-205, que dá acesso a Alto Alegre, ao Norte de Roraima.

A suspeita da Polícia Civil é que o material seria levado para garimpos ilegais na região do rio Uraricoera, na Terra Indígena Yanomami. O condutor do caminhão foi detido e autuado em flagrante por crime ambiental. Ele pagou fiança de R$ 5 mil, uma multa no valor de R$ 3 mil e foi liberado.

O combustível apreendido estava dividido em 106 galões. No total eram 3.150 de diesel e 2.150 de gasolina. A abordagem ao caminhão foi feita pela Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh) e a delegacia de Alto Alegre.

Combustível iria ser levado para garimpos ilegais que funcionam no rio Uraricoera (Foto: Secom/Divulgação)

Além do combustível, também foram apreendidos 58 recipientes de meio litro de óleo dois tempos, um barco estilo voadeira de seis metros, um motor de popa de 15 HP e uma série de mantimentos.

A operação foi conduzida pelo delegado Wesley Costa, da delegacia de Alto Alegre e acompanhada pelo diretor de monitoramento e controle ambiental da Femarh, Rarison Barbosa, e fiscais da instituição.

“O caminhão e o material apreendido seguem para a Fundação para os trâmites legais. O condutor foi autuado no artigo 56 da Lei de Crimes Ambientais e 64 do Decreto 6514/08 e após a formalização do processo, terá o prazo de 20 dias para apresentar defesa”, disse Barbosa.

Mantimentos transportados no caminhão também foram apreendidos (Foto: Secom/Divulgação)

O condutor ainda poderá responder pelo crime ambiental de transporte ilegal de produto perigoso, que prevê pena de um a quatro anos de reclusão.

De acordo com o diretor, no mês passado, outro caminhão foi apreendido na mesma rota, levando 66 galões de diesel e 28 de gasolina, totalizando 3.300 litros de combustível.

“O garimpo ilegal infelizmente é uma realidade em nosso estado, mas nós não vamos medir esforços para intensificar as ações conjuntas de combate”, destacou o diretor.

Com informações do G1