O caminhão betoneira é um dos principais equipamentos da construção civil e está presente na maioria dos canteiros de obras. Contudo, é comum as multas por excesso de peso, considerados um problema para a indústria, pois comprometem o lucro operacional. Para garantir maior eficiência, reduzir o peso total e aumentar a quantidade de concreto transportado por viagem, a Aperam South America, produtora integrada de aços inoxidáveis, elétricos e carbono, desenvolveu o ENDUR 300, aço inox de alta resistência.

O ENDUR 300 é uma liga de baixo teor de carbono, com adições de cromo e níquel, e possui aplicação destacada em ambientes que combinam abrasão e corrosão, além de evitar o desgaste que gera a perda de espessura acelerada dos aços comuns. “O ENDUR traz diversos benefícios para o mercado, principalmente relacionados ao aumento da vida útil dos equipamentos, a redução de custos de manutenção e de preservação da espessura. E o melhor, foi totalmente desenvolvido no Brasil, em nossa planta em Timóteo/MG”, explica Roberto Guida, gerente executivo de marketing e desenvolvimento de mercado da Aperam.

Em parceria com a ABESC (Associação Brasileira de Empresas de Serviços de Concretagem), a Volkswagen Caminhões e a Convicta, a Aperam vai lançar a betoneira ultraleve, desenvolvida com o aço ENDUR, trazendo benefícios diversos para o setor de construção civil.

Betoneira Ultraleve

Com aplicação inédita do ENDUR nos caminhões betoneira, o novo produto será apresentado na Concrete Show South America, que acontece em São Paulo/SP, entre 14 e 16 de agosto. A Aperam possui um dos centro de pesquisa especializado no estudo de desgaste do aço inox em ambientes úmidos. Depois 3 anos de testes no campo e no laboratório, a empresa investe no caminhão betoneira ultraleve. “Inicialmente, foram substituídas as chapas helicoidais internas, onde há maior desgaste, que auxiliam na mistura e no despejo do concreto. Depois foi identificado que o balão também sofria com o desgaste. O resultado foi o aumento da vida útil em três vezes”, destaca Tarcísio Oliveira, gerente executivo do Centro de Pesquisas da Aperam.

Atualmente, os caminhões betoneiras são feitos de aço carbono e duram, em média, 4 anos. Nesse período ela transporta cerca de 24.000m3 de concreto. Já com a substituição do balão para Aço Inox 410 e das chapas helicoidais pelo ENDUR 300 a durabilidade será de cerca de 7 anos, com transportação de quase 50.000m3. Roberto Guida destaca que, além de trazer longevidade ao equipamento, a solução reduz consideravelmente o peso total do caminhão. “Quando produzida com inox, a espessura do balão diminui de 4,75mm para 3,5mm, resultando em 1.1 tonelada a menos. O caminhão também tem o peso reduzido em cerca de 1.3 toneladas. São até 2.4 toneladas a menos, o que significa 1m3 a mais de concreto e eficiência até 14% maior em cada viagem”, finaliza.