Caminhão danifica milenares Linhas de Nazca no Peru

As linhas de Nazca são geoglifos de mais de 2 mil anos de antiguidade

- Publicidade -

Um motorista dirigiu seu caminhão por cima das Linhas de Nazca, no Peru, causando danos aos geoglifos milenares que são patrimônio da humanidade pela Unesco.

Segundo o Ministério da Cultura do Peru, o homem, identificado como Jainer Jesús Flores Vigo, ignorou a sinalização que proíbe a entrada e entrou sem autorização no local.

O incidente foi no sábado (27). Vigo foi preso e em seguida solto por um juiz que considerou que não há provas de que ele tenha entrado no local intencionalmente.

O que são as linhas de Nazca?

As linhas de Nazca são geoglifos (grandes figuras feitas no chão por povos antigos) de mais de 2 mil anos de antiguidade com figuras geométricas e de animais, que só podem ser apreciadas do alto. Seu significado real é um enigma: alguns pesquisadores as consideram um observatório astronômico, outros, um calendário.

No ano passado, um ativista do Greenpeace foi condenado por danificar as Linhas de Nazca ao colocar letras com uma mensagem por cima do geoglifo do beija-flor em 2014.

O austríaco Wolfgang Sadik foi condenado a dois anos e 4 meses de prisão, com direito a liberdade condicional, e multa de quase US$ 200 mil dólares.

Atualização

O Ministério da Cultura do Peru informou nesta quinta-feira (2) que os danos provocados poderão ser reparados. O motorista, identificado como Jainer Jesús Flores Vigo, de 40 anos, foi detido e liberado em seguida, mas responderá pelo crime de atentado contra monumentos arqueológicos, com pena prevista de até seis anos de prisão.

Reforço na segurança

Após o incidente, o Ministério da Cultura anunciou o reforço da segurança, até mesmo durante a noite, para a proteção do sítio arqueológico das Linhas de Nazca. Entretanto, pelas dimensões da área, de 450 quilômetros quadrados, a vigilância não é tarefa fácil.

Com informações do G1

- Publicidade -