Deflagrada uma operação para investigar a formação de cartel de empresas de transporte de veículos Zero km, conhecidos como caminhões cegonha. A operação da Policia Federal, junto com o Ministério Publico de São Paulo e o CADE cumpriram, nesta quinta-feira, 10 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Minas e Espirito Santo.

As investigações estão em sigilo e tiveram início com um acordo de leniência com o CADE. Quatro empresas teriam mapeado e dividido o mercado nacional de transporte de veículos Zero km entre elas, impedindo a livre concorrência. Este acordo elevava o valor do frete em 30 a 40%.

De acordo com o delegado Rodrigo Sanfurgo, se uma montadora escolhesse uma empresa fora desse cartel ela era coagida com piquetes e queima de caminhões. Essa coação tinha, muitas vezes, a participação de um sindicato de transportadores do Espirito Santo

Os envolvidos responderão por crimes contra a ordem econômica e de organização criminosa, cujas penas somadas poderão alcançar 13 anos de prisão e as empresas e os responsáveis também serão sujeitos a multas pelo CADE.

Com informações da Agência Brasil.