Caminhoneiros que transportam cargas amarradas por cordas são multados

Resolução do Contran determina que cargas sejam transportados presos com cintas têxteis, correntes ou cabos de aço

Caminhoneiros que transportam cargas amarradas por cordas são multados (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

A Polícia Rodoviária Federal está multando caminhoneiros que transportam cargas amarradas com cordas, em Goiás. Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que entrou em vigor em janeiro de 2018, determina que os itens transportados sejam presos com cintas têxteis, correntes ou cabos de aço. Muitos motoristas informam que não sabiam da nova regra.

A medida, criada em 2015, determina que, além dos itens específicos para amarração da carga, é proibido que os cabos ou fitas fiquem presos à carroceria de madeira para evitar desgaste das estruturas.

Veja também: Confira o calendário de restrições a veículos de carga em BRs para 2018

Segundo a PRF, a medida é para dar mais segurança. Os motoristas flagrados desrespeitando essa norma são orientados de como deve ser feito o transporte adequado e recebem uma multa de R$ 195. A infração é considerada grave, com cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Muitos caminhoneiros contam que não sabiam da nova exigência. Outros profissionais contam que já usavam cabo de aço ou cintas têxteis para transportar a carga mesmo antes da resolução entrar em vigor.

Com informações do G1