CCR destomba ônibus para demonstrar novo equipamento e “redime” 7 a 1

Trazido da Eslovênia, o mecanismo é o primeiro a ser utilizado no Brasil e entrará em operação imediatamente no Trecho Oeste do Rodoanel

940x529-destombamento-caminhao

Quem não se lembra do 7 a 1, placar do jogo entre Brasil e Alemanha pelas semifinais da Copa do Mundo de 2014? Maior goleada já sofrida pela seleção brasileira em Mundiais, o resultado do jogo entrou para o anedotário dos vexames canarinhos e também serviu para representar o mau momento que vive o país.

Para além dos campos de futebol, outro 7 a 1 que correu o mundo, ou melhor, a internet, foi o vídeo que compara o destombamento de uma carreta supostamente na Alemanha e outro aqui, no melhor estilo “jeitinho brasileiro”. O resultado, mais uma vez, é tragicômico (veja abaixo).

Partindo desse caso, mas não só, a CCR apresentou na semana passada uma série de novos equipamentos para auxiliar na operação do Sistema Castello-Raposo e Trecho Oeste do RodoAnel. E o destaque foi justamente um conjunto de almofadas infláveis que serão utilizadas para destombar veículos pesados, como caminhões e ônibus.

Chamado de “Catchbags”, o dispositivo, trazido da Eslovênia, é formado por uma série de almofadas que podem ser posicionadas sob o veículo tombado e, quando acionadas, inflam erguendo o veículo pela sua lateral. O equipamento, segundo a concessionária, consegue erguer veículos de até 45 toneladas em cerca de 12 minutos.

“Com o equipamento, os destombamentos de veículos pesados poderão ser realizados com mais agilidade da rodovia, pois ele pode ser utilizado em espaços menores, fechando menos faixas. Além disso, dependendo da carga, os veículos poderão ser reposicionados em sua posição normal”, destaca Carlos Costa, gestor de atendimento da CCR ViaOeste e CCR RodoAnel.

As concessionárias também apresentaram um novo caminhão de combate a incêndios e uma carreta preparada para o combate à emergências químicas nas rodovias. Agora, ao menos no trecho oeste do Rodoanel, a lembrança do 7 a 1 vai ficar restrita ao futebol.