CCR MSVia apoia campanha nacional de combate ao sono ao volante

Denominada “Não dê carona ao sono”, a ação vai de 17 de março a 9 de abril e se desenvolve em todas as capitais brasileiras

cartaz-campanha-ccr-sono
Cartaz da campanha – ação é liderada pela Academia Brasileira de Neurologia e pela Abramet

Com o objetivo de conscientizar os motoristas sobre os riscos do problema da sonolência ao volante, a CCR MSVia está apoiando a campanha nacional liderada pela ABN (Academia Brasileira de Neurologia) e pela Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego).

Denominada “Não dê carona ao sono”, a ação vai de 17 de março a 9 de abril e se desenvolve em todas as capitais brasileiras.

Veja também: Ford faz pesquisa sobre medo de dirigir à noite e anuncia nova tecnologia

Na BR-163/MS a campanha envolve a distribuição de folhetos em pedágio, afixação de faixas em pontos estratégicos da rodovia e emissão de mensagens educativas pelos 35 Painéis Eletrônicos de Mensagens Variáveis. A campanha tem apoio da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), entre outras entidades.

Segundo material divulgado pela ABN e pela Abramet, a sonolência pode ter as mesmas consequências do uso de álcool na capacidade de dirigir: reduz alerta e atenção, aumenta tempo de reação e compromete tomada de decisões. Isso, mesmo que o motorista não chegue a cochilar ao volante.

De acordo com as entidades médicas, acidentes causados pela sonolência ao volante ocorrem com mais frequência entre a meia-noite e as 6 horas da manhã ou entre as 2 e as 4 horas da tarde, períodos em que o corpo humano apresenta maior propensão à sonolência.

Além disso, muitos acidentes desse tipo envolvem apenas um veículo e frequentemente em rodovias longas. Por todos esses fatores, os acidentes por sonolência ao volante tendem a apresentar maiores índices de letalidade.