Concessionária inicia as obras de duplicação da BR-101 no Espírito Santo

A Eco101, concessionária responsável pela BR-101/ES, começa a construir uma nova história para o trecho de 475,9 quilômetros da BR-101 que atravessa 24 cidades do Espírito Santo e um município na Bahia.

940x529_br-101-trecho
Na primeira etapa, que vai até 2017, serão duplicados 46 quilômetros de rodovia

Nesta semana, a concessionária iniciará as obras de duplicação da rodovia, que representam um marco para o desenvolvimento da infraestrutura de transporte na região. Com soluções modernas, que obedecem a padrões internacionais, o projeto de ampliação garantirá mais segurança, fluidez, conforto e comodidade para os motoristas que trafegam pelo local.

Veja também: Concessionária CCR MSVia recebe certificado ISO 14001

Nessa primeira etapa, que vai até 2017, serão duplicados 46 quilômetros de rodovia, envolvendo investimentos na ordem de R$ 386 milhões. No total, até o final de toda a duplicação, a previsão é de que o valor investido chegue a R$ 1,8 bilhão.

Os projetos das obras baseiam-se em estudos de topografia da pista já existentes, que contribuíram para definir qual a concepção mais adequada para a implantação da nova pista e onde serão necessárias as retificações de traçado. Para oferecer mais segurança e comodidade, curvas muito fechadas e cruzamentos de risco serão eliminados.

As obras terão início em quatro frentes: em João Neiva, do km 205 ao km 208; Ibiraçu, do km 216 ao km 220; Anchieta, do km 362 ao km 369; e Itapemirim, do km 403 km 409, com investimentos na ordem de R$ 40 milhões.

Além disso, está previsto o início das obras de implantação do novo contorno de Iconha. Ao final desta fase, estes trechos da rodovia passarão a contar com quatro faixas de rolamento, duas em cada sentido.

Outros trechos de duplicação estão previstos para terem início até o final deste ano, seguindo o cronograma da concessionária.

Nova pista, viadutos e pontes

Cada faixa implantada terá 3,6 metros de largura, além de espaço de segurança com 0,8 m e acostamento de 2,5 metros. Nos quatro trechos, as pistas serão divididas por canteiro central de 4,5 metros de largura ou barreiras rígidas. Toda a sinalização será refeita. Paralelamente à implantação da nova pista, a concessionária também construirá novas pontes e viadutos.

No município de João Neiva, haverá um novo viaduto no entroncamento com a comunidade de Caboclo Bernardo, no km 206. Também será construída uma ponte sobre o rio Itaperorama, no km 367, em Itapemirim. “Estas passagens são necessárias para proporcionar mais segurança e fluidez para quem trafega na rodovia e para quem precisa acessar os municípios”, ressalta Luis Salvador, gerente de engenharia da Eco101.

A pista já existente também passará por adequações aos parâmetros das normas atuais, uma vez que seu traçado é da década de 1950.

Durante a execução da duplicação e das demais reformas, será realizada uma adequação ao tráfego local nos quatro pontos da rodovia que estarão em obras. Posteriormente, o fluxo de veículos será transferido para a nova pista.

“Como o processo envolve a implantação de uma nova pista paralela e a adequação da atual, os impactos das obras ao tráfego serão menores. Mas trabalharemos para que causem o menor transtorno possível”, afirma Salvador.

Fonte: DNIT