Em bom momento apesar de crise, Ford celebra produção do caminhão 400 mil em SBC

por Leandro Tavares,
de São Bernardo do Campo (SP)

2015 não tem sido um ano de grandes comemorações para as fabricantes de caminhões. No entanto, a Ford encontra motivos para celebrar a atual fase em meio às incertezas do mercado. Nesta segunda-feira (8) a empresa anunciou o marco de 400.000 caminhões produzidos na fábrica de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. O número leva em conta o inicio do funcionamento da linha de caminhões na planta em 2001, num espaço que até então era exclusivo para carros da marca.

O caminhão número 400 mil é um Cargo 2429. Além de comemorar a marca, a Ford apresentou o desempenho de vendas dos modelos e anunciou novidades para sua família de veículos, que deve receber ainda este ano seis novos caminhões, a maioria das versões com opção de transmissão automática ou manual, entre eles um modelo 8×2 de fábrica, uma tendência no mercado que ainda falta no portfólio da fabricante norte-americana.

Aumento na participação de mercado

A queda nas vendas de caminhão chegou a 41,6% em 2015. Para a Ford, a retração foi mais amigável, na casa dos 15%. Com isso, a empresa ganhou 5,9% de participação de mercado entre janeiro e maio de 2015 em relação ao mesmo período de 2014. Para completar o desempenho favorável, a norte-americana lidera os segmentos de caminhões semileves e leves.  A indústria de caminhões já apresenta uma redução da ordem de 41,6%.

Novo diretor

A Ford Caminhões tem um novo diretor para as suas operações na América do Sul. Apresentado oficialmente no cargo, João Pimentel está na Ford há 35 anos, onde atuou em diversas funções nas áreas de Desenvolvimento de Produto, Qualidade e de Compras, da qual foi diretor. Ele sucede a Guy Rodriguez, que passou a comandar a diretoria de Marketing, Vendas e Serviços para automóveis e picapes.

“Como engenheiro, trabalhei no desenvolvimento da linha Cargo e sempre estive ligado à área de Caminhões nos programas de qualidade e desenvolvimento de fornecedores para essa operação. Assumo a nova função num momento de grandes desafios, impostos pela queda do mercado. Mas, temos uma visão de longo prazo, oferecendo uma linha de produtos que se destaca pelo custo-benefício. Temos uma equipe altamente preparada e uma fábrica com muita flexibilidade”, disse João Pimentel.