Estocagem de pneus pede cuidados com luz, água e temperatura

Todo transportador, mesmo aqueles com uma pequena frota, vê a necessidade de começar a estocar pneus. No entanto, é necessário tomar algumas precauções para não colocar em risco o material, que é de alto valor agregado, e que precisa estar em boa condição para garantir a segurança do motorista e do veículo.

De acordo com dicas da Associação Latino Americana de Pneus e Aros (ALAPA), a estocagem deve ser sempre em local fresco, seco e com ventilação natural. Além disso, os pneus devem ser previamente limpos e secos. Caso o armazenamento seja feito em local externo, é preciso cobrir os pneumáticos com lona opaca e impermeável. E nunca se esqueça de deixar os pneus montados e inflados, com pressão de aproximadamente 15psi.

Outro fator que estraga muito pneumáticos estocados é a luminosidade. E não pense que basta deixar os itens protegidos do sol. Dentro de sala de estocagem também é necessário evitar a exposição a luzes artificiais com raios ultravioleta. Prefira luzes de lâmpadas incandescentes no lugar de tubos fluorescentes.

O calor é mais um detalhe que desgasta pneus. É recomendável que se guarde os pneus em locais com temperatura entre 25ºC e 35ºC. Para isso, evite contato com tubulações e radiadores de aquecimento. Mantenha também os pneumáticos distantes de lâmpadas fluorescentes, lâmpadas a vapor de mercúrio, máquinas elétricas e dispositivos que gerem faíscas ou descargas elétrica, assim como solventes, combustíveis, lubrificantes, produtos químicos e ácidos, pois todos estes fatores podem vazar reagentes que estraguem o pneu.

Lembre-se de usar primeiro os pneus mais antigos, se possível. Se for armazenar os pneus por menos de um mês, você até pode fazer uma pilha, de preferência em paletes, mas não deixe esta passar do 1,20m de altura. Já se a estocagem for de longo prazo, é preciso empilhar os pneus “em pé”, em prateleiras a 10 cm de distância do chão.