Foton confirma fábrica no RS e aluga unidade da Agrale em Caxias do Sul

Acordo permitirá que a Agrale utilize melhor os seus ativos e que a Foton abrevie os prazos de nacionalização de sua linha de veículos (Foto: Catiane Pereira/Divulgação)
Acordo permitirá que a Agrale utilize melhor os seus ativos e que a Foton abrevie os prazos de nacionalização de sua linha de veículos

A Agrale fechou acordo com a Foton Aumark do Brasil para montar, em sua unidade 2, localizada em Caxias do Sul, os caminhões leves da marca chinesa. Pelo contrato, a empresa brasileira será responsável por toda a operação de produção, que envolve desde o recebimento de componentes, passando pela montagem, testes e controles de qualidade, até a entrega do produto final pronto para embarque.

O novo negócio representa a consolidação da expertise internacional da Agrale como montadora de veículos comerciais. “Fomos pioneiros, em 1997, como sistemista integral da indústria automobilística nacional, quando iniciamos a montagem dos caminhões médios e pesados da International, uma parceria de 15 anos de muito sucesso”, destaca Hugo Zattera, diretor-presidente da Agrale.

O acordo permitirá que a Agrale utilize melhor os seus ativos e que a Foton abrevie os prazos de nacionalização de sua linha de veículos. Para o atendimento à Foton, a Agrale já dispõe de instalações adequadas, visto que sua unidade 2 já monta os caminhões Agrale das Linhas A, S e LX, além de chassis de ônibus e utilitários 4×4 Agrale Marruá.

Enquanto isso, a nova unidade da Agrale em São Mateus, no Espírito Santo, deu início em março à montagem de caminhões leves da Linha A. Os primeiros veículos são os modelos Agrale A10000 e A8700, destinados aos mercados das regiões Sudeste e Nordeste. Os modelos continuarão a ser fabricados também na unidade 2, em Caxias do Sul, para atendimento aos clientes das regiões Sul e Centro-Oeste.

Foton anuncia construção de fábrica no Rio Grande do Sul

Empresa anuncia aprovação do BNDES do empréstimo de 65 milhões de reais que se destinarão à construção dos galpões industriais e aquisição do maquinário (Foto: divulgação)
Empréstimo de R$ 65 milhões se destinarão à construção de galpões industriais e aquisição de maquinário

No último dia 10, quinta-feira, a Foton comunicou oficialmente ao governo do Rio Grande do Sul que o BNDES aprovou em seu nível técnico o empréstimo de R$ 65 milhões que a empresa utilizará na construção de sua unidade industrial.

“Toda a infraestrutura está pronta, já terraplanamos e cercamos todo o terreno e as exigências ambientais foram todas cumpridas. Além disso, já temos os primeiros veículos da série pré-operacional, com elevado grau de componentes nacionais, aprovados nos testes exigidos pelas autoridades competentes para seu registro”, diz Mendonça de Barros.

As obras para construção da fábrica da Foton no Brasil contam com um plano de investimentos total da ordem de R$ 250 milhões (deste montante, R$ 160 milhões serão direcionados para a construção da fábrica e o restante para uma nova área de desenvolvimento de produtos) e capacidade de produção de 20 mil caminhões por ano. O espaço terá 190 mil metros quadrados de área construída.

“Esta unidade industrial da Foton Caminhões em Guaíba será uma das mais importantes e estratégicas para a matriz uma vez que estão em nossos planos torná-la um polo de exportação da marca para todos os países da América Latina”, destaca Hamacek.

Com o início da segunda parte do projeto de construção da fábrica de Guaíba, a previsão é que a mesma comece a operar no primeiro semestre do ano que vem. Enquanto aguarda a construção de sua fábrica própria e com o objetivo de manter rigorosamente seus planos de produção de veículos comerciais no Brasil ainda neste ano, a Foton produzirá seus caminhões de 3.5 e 10 toneladas nas instalações industriais de um parceiro, por tempo determinado.

O encontro oficial, realizado na prefeitura de Guaíba, contou com a presença do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, do secretário do Desenvolvimento Econômico, Fábio Branco, e do prefeito de Guaíba, Henrique Tavares. Do quadro executivo da Foton, o presidente do Conselho, Luiz Carlos Mendonça de Barros, e o CEO, Bernardo Hamacek, comunicaram o início da segunda parte das obras, que prevê as instalações industriais da fábrica.