Foton vai atacar prioritariamente segmento de 3,5 toneladas

por Mauro Cassane
Editor do Portal

Os caminhões da chinesa Foton chegam ao Brasil pelas mãos de uma empresa nacional criada exclusivamente para comercializar no País a linha de caminhões leves da marca. No comando da Foton Aumark do Brasil está Luiz Carlos Mendonça de Barros e seu filho Ricardo Mendonça de Barros, que assume o papel de diretor comercial e também de pós-venda.

A briga da Foton vai ser no segmento de leves acima de 3,5 toneladas e vai encontrar pela frente concorrentes já consagrados no mercado como Volks, Ford, Iveco e Mercedes-Benz. Na Fenatran a empresa apresentou três modelos da linha Aumark (1031, 1051 e 1089), com PBT de 3,5, 6,5 e 8,5 toneladas, respectivamente.

De acordo com Ricardo Mendonça de Barros a versão semileve de 3,5 toneladas será o “carro-chefe”. “Vamos atuar mais fortemente neste segmento por entendermos que há ainda muito espaço a crescer”. Já o pai, Luiz Carlos, é mais categórico: “É inadmissível que um cliente espere até 90 dias para ter um caminhão leve, seus negócios não podem esperar este tempo”.

A empresa comandada por pai e filho não está para brincadeira: R$ 30 milhões foram investidos na importação de 200 caminhões, contratação e treinamento de equipe e na abertura de três concessionárias da marca (todas no entorno da cidade de São Paulo). “Até o final do ano inauguramos uma na Via Anchieta e outras duas em Guarulhos e Várzea Paulista”, disse Luiz Carlos.

Mas os planos mais ambiciosos da Foton são para o ano que vem: “Fecharemos 2012 com dez revendas entre Rio de Janeiro e São Paulo”, ressalta o presidente da Foton. Para Cícero Marques Carvalho, gerente de pós-vendas, profissional com sólido conhecimento do mercado, pois trabalhou por 25 anos na Mercedes-Benz, a estratégia é oferecer um serviço de pós-venda exemplar nestas duas cidades “vitrines” para, em seguida, partir para os demais mercados em todas as outras capitais brasileiras.

E não serão apenas veículos importados. A fábrica, cuja construção está inicialmente prevista para começar em 2016, terá pedra fundamental lançada em 2015. “A produção será inteiramente responsabilidade da Foton China e quando isso acontecer nossa empresa ficará com toda a comercialização”, explica Luiz Carlos.

Já no ano que vem a Foton Aumark Brasil espera a comercialização de dois mil veículos no País. Contudo, no médio prazo, para mais três anos, a marca espera abocanhar 15% do mercado nacional de veículos leves. É, sem dúvida, uma marca que merece muita atenção. A empresa é nova na China, foi criada em 1996, mas já vendeu mais de três milhões de veículos e, só no ano passado, chegou à marca de um milhão de veículos comercializados.

O caminhão tem jeito e cara de chinês, mas seu propulsor é velho conhecido dos brasileiros: o engenho é um Cummins ISF 2.8, com intercooler e sistema de injeção eletrônica Common Rail Bosch. As potências serão de 105 cv para o semileve de 3,5 toneladas, 140 cv para o modelo de 6,5 toneladas e 150 cv para o maior, de 8,5 toneladas. Este último, por ser importado, não pode contar com a ajuda financeira do Finame, mas, de acordo com Luiz Carlos, não está descartada uma parceria com alguma forte instituição financeira chinesa que poderá oferecer taxas nas mesmas condições.

Veja mais fotos dos lançamentos da Foton em nosso Facebook

Foto: Divulgação