Governo entrega primeira etapa do Trecho Leste do Rodoanel

O governador Geraldo Alckmin entregou o primeiro trecho do Rodoanel Leste entre a interligação com o Trecho Sul e a Rodovia Ayrton Senna (SP-70). As pistas foram liberadas ao tráfego na sexta-feira, dia 4. A abertura da via proporcionará ao motorista que faz o percurso entre a Ayrton Senna e o Trecho Sul uma redução de pelo menos 40% no tempo de viagem. No total, o investimento no Trecho Leste do Rodoanel é de R$ 3,6 bilhões.

A estimativa é que o Trecho Leste do Rodoanel receba diariamente cerca de 43 mil veículos quando estiver totalmente concluído, dos quais entre 40% e 50% sejam caminhões. Pelo segmento entregue hoje a estimativa é de que passem 33,2 mil veículos por dia. Atualmente, utilizando a Avenida Jacú-Pêssego como alternativa, o motorista leva cerca de 38 minutos para ir da Ayrton Senna até o entroncamento com o Trecho Sul, considerando que o trânsito esteja bom. Pelas pistas entregues hoje pelo Governador nesta quinta-feira, o percurso poderá ser feito em 23 minutos. A ligação entre os dois pontos é de grande importância logística por fazer a conexão entre as rotas que levam ao Aeroporto Internacional de Cumbica e ao Porto de Santos, ambos estrategicamente importantes economicamente pela quantidade e variedade de cargas que movimentam diariamente.

O segmento é estratégico e também será alternativa para o motorista que vai da Zona Leste da Capital para a região do ABC e para os municípios do Alto Tietê. No horário de pico, é estimado que o ganho nessa viagem – que também seria realizada pelo Corredor Jacú-Pêssego – poderá ser de até uma hora. Além de conforto para o motorista e desenvolvimento para a economia do Estado e do País, com redução nos custos de viagens, o Trecho Leste do Rodoanel trará benefícios para o trânsito dos municípios da Grande São Paulo, devido a grande quantidade de caminhões que vai tirar das ruas e avenidas dessas cidades.