O movimento nacional Maio Amarelo foi celebrado, nesta quarta-feira (8), com um grande evento, em Brasília (DF), promovido pelo Ministério da Infraestrutura (MInfra). A cerimônia de lançamento contou com a presença do secretário Executivo, Marcelo Sampaio, do secretário nacional de Transportes Terrestres, General Jamil Megid, da presidente da Associação Nacional dos Detrans (AND), Larissa Brito, e representantes das entidades do Sistema Nacional de Trânsito, além do Observatório Nacional de Segurança Viária.

Segundo o secretário Executivo do MInfra, o objetivo do movimento Maio Amarelo é sensibilizar motoristas, ciclistas, motociclistas e pedestres sobre a responsabilidade de todos para a segurança no trânsito. “Vamos reforçar a importância dessa campanha e conclamar a todos para que essa política pública tenha ganhos expressivos nos indicadores. Queremos preservar a vida dos nossos brasileiros”, disse Sampaio.

A comemoração teve início ainda pela manhã, com uma carreata de veículos, motocicletas e caminhões do Detran, Corpo de Bombeiros, PRF, Polícia Militar, DER, Sest/Senat, Instituto Mobih e Brasil Caminhoneiro pela Esplanada dos Ministérios. A carreata terminou no estacionamento entre os ministérios da Infraestrutura e Justiça, onde órgãos de trânsito promoveram palestras e atividades educativas para a população.

Na cerimônia realizada no início da noite, o secretário de Transportes Terrestres disse que o Ministério vai trabalhar para facilitar a vida do cidadão, simplificando e desburocratizando tarefas que são normais para os condutores. “Também vamos focar o nosso trabalho na educação no trânsito e segurança viária. Por isso, esperamos contar com o apoio de todos pela redução de acidentes”, declarou General Megid.

Durante a cerimônia, também foi apresentada pelo diretor do Denatran, Jerry Dias, a Campanha Nacional de Trânsito, cujo tema deste ano é “No trânsito, o sentido é a vida”, e pela presidente da AND, Larissa Britto, as ações dos Detrans que serão executadas nos estados e municípios. “Não somente no Brasil, mas no mundo inteiro, as nações estão unidas pela segurança no trânsito. Precisamos atuar integrados, em sinergia, poder público e privado, para que possamos alcançar nossos objetivos”, pontuou Dias.

Ao final do evento, os participantes fizeram uma visita à exposição das ações de segurança viária pelas instituições parceiras, que acontece no estacionamento do edifício do Ministério da Infraestrutura, na Esplanada dos Ministérios. Participam o Detran‐DF, Polícia Rodoviária Federal (PRF), DER‐DF, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, SEST/SENAT, Brasil Caminhoneiro e o Instituto Mobih.

Premiação

O evento contou ainda com a entrega do Prêmio da Semana de Comunicação do Centro Universitário de Brasília (UniCeub) às alunas de jornalismo e publicidade vencedoras do concurso para realização de um release e uma campanha publicitária sobre o tema.

Maio Amarelo

Em sua sexta edição, o Maio Amarelo teve início no Brasil em 2014 com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a quantidade de vítimas de acidentes de trânsito no país. O movimento foi internacionalmente divulgado em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), que decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Segundo as Nações Unidas, cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem por ano em acidentes no trânsito. Trata-se da nona causa de mortes em todo o mundo.

Durante todo o mês de maio, a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e diversos órgãos públicos do país estarão iluminados na cor amarela, que representa a atenção na sinalização de advertência no trânsito e que simboliza o movimento.