Renovações de frota, crescimento de demanda do e-commerce e licitações movimentam o mercado de veículos comerciais. Para caminhões, por exemplo, a Mercedes-Benz prevê crescimento em torno de 30% para 2018.

Após muitas dificuldades ao longo de 2017, a Mercedes-Benz comemora os sinais de recuperação econômica que recebeu de seus clientes em dezembro e janeiro. Nos últimos dois meses, ignorando o período de férias, a fabricante alemã negociou mais de 6.200 veículos comerciais entre vans, furgões, caminhões e ônibus. O resultado foi apresentado nesta segunda-feira na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

“Começamos muito bem 2018, ano que já está sinalizando a retomada do crescimento da economia”, ressalta Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

Um dos motivos para o aumento nos números é um movimento de renovação de frota. Em janeiro, a Raízen negociou 533 caminhões extrapesados – 300 Actros e 233 Axor. D’Granel Transportes, Expresso Nepomuceno, Transjordano, Log Brasil, Breda e Transportadora Risa também adquiriram veículos das linhas Actros e Axor. Em dezembro de 2017, a Transoeste adquiriu 150 Actros para realizar o transporte de grãos no Centro-Oeste em negociações com o envolvimento da unidade de seminovos SelecTrucks.

Entre dezembro e janeiro, a Mercedes-Benz realizou negócios envolvendo 1.073 caminhões. “As empresas de transporte estão renovando suas frotas para atender ao crescimento da demanda. Isso é muito evidente em segmentos como agronegócio, logística, transporte de combustíveis e químico, mineração e madeira”, diz Leoncini. “Para 2018, projetamos um crescimento de vendas de caminhões em torno de 30%”.

Ônibus, vans e furgões

“As licitações do transporte escolar e as renovações nos segmentos urbano e rodoviário estão puxando as vendas de ônibus no País”, afirma Leoncini. “Somente nos dois últimos meses, negociamos 3.985 chassis de ônibus para diferentes empresas e para o programa Caminho da Escola do FNDE. Esses veículos serão emplacados ao longo de 2018. Com isso, temos a expectativa de aumentar em 15% nossas vendas no segmento de ônibus este ano”.

Outro segmento que se beneficiou com a volta de licitações foi o de vans e furgões. A Mercedes-Benz negociou 1.154 veículos da linha Sprinter para implementação de ambulâncias e transporte de pessoas. “Esse resultado amplia nossa participação de mercado, com os furgões e chassis respondendo especialmente ao aumento de demanda do e-commerce, varejo e licitações na área de atendimento da saúde, além de identificarmos também um crescimento de demanda para transporte de passageiros, especialmente em lotação, fretamento, turismo e escolar”, afirma Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil.