Modelo híbrido do Atego para a distribuição urbana na Europa teve mais de 100 unidades vendidas

O Atego da Mercedes-Benz, primeiro caminhão com propulsão híbrida a ser produzido em série na Europa, já foi entregue a mais de 110 clientes desde seu lançamento em 2010 e comprova sua adequação e viabilidade para uso diário. O caminhão foi projetado principalmente para uso urbano ou em serviços de distribuição de curta distância.

Entre as empresas que optaram pelo Atego Híbrido 1222L está a Klotz, por exemplo. A companhia de transporte de Freiburg/Breisgau, no sul da Alemanha, tem rodado com um Atego Híbrido há mais de um ano, alcançando a marca de 60.000 quilômetros, sem qualquer quebra ou necessidade de manutenção imprevista.

Na prática, o Atego Híbrido proporciona economia de combustível nas entregas urbanas de até 12% quando comparadas as de um caminhão de propulsão convencional com a mesma capacidade de carga, independentemente das condições climáticas e mesmo em situações de paradas frequentes ou de congestionamento.

Essa configuração de propulsão permite que o caminhão seja movido tanto pelo motor diesel, quanto pelo motor elétrico, ou ambos os sistemas de propulsão juntos. Se as baterias tiverem carga suficiente, é possível sair apenas com a propulsão elétrica. O motor diesel opera em marcha lenta, servindo somente para a propulsão das unidades auxiliares, tais como o reforço do freio e a direção hidráulica.

Quando é necessário obter mais força, o motor diesel é acionado totalmente através da embreagem. As baterias são recarregadas em fases de sobremarcha ou durante a frenagem. A função start/stop automática é equipamento de série e reduz o consumo de combustível, bem como as emissões e o nível de ruído a zero quando se para no semáforo.

(LT)

Foto: Divulgação/ Mercedes-Benz