Conforme foi informado pelo governo federal, a partir de hoje (16), começam a valer as alterações na obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O simulador não é mais obrigatório para quem for tirar a CNH da categoria B, para carros. Mediante as mudanças, o número de horas de aula cai de 25 para 20 horas.

Outra alteração importante é sobre a autorização para manusear os cinquentinhas, motos de pequeno porte com motor de até 50 cm³.

De acordo com a resolução 778 do Contran, durante um ano, quem desejar tirar a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), pode realizar a prova prática e teórica sem a necessidade de fazer as aulas. Após esse período, volta a ser exigido as aulas, porém com redução no número de horas, passando de 20 para 5 horas.

O governo defende que alterações vão auxiliar na desburocratização, além de diminuir o custo na obtenção do documento. O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse em junho que o simulador não tem eficácia comprovada e se justificou informando que o dispositivo não é adotado em países onde os níveis de segurança no trânsito são altos.

Do outro lado, Renato Campestrini, gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária, acredita que quando se diminui os custos, se aumenta o risco de acidentes no trânsito.

Com informações do Auto Esporte.