Nova geração do MAN TGX prioriza economia de combustível

por Mauro Cassane,
editor do Portal Brasil Caminhoneiro, de Hannover, na Alemanha

Sem previsão para chegar ao Brasil, mas já bem conhecida na Europa, a série EfficientLine, do pesadão MAN TGX, chega à sua segunda geração. A engenharia MAN botou foco na economia de combustível e o resultado está em exposição no estande da empresa no IAA, em Hanover, Alemanha.

A série EfficientLine foi apresentada aos europeus em 2010 e, até agora, mais de 27.000 clientes do velho continente adquiriram o modelo. Todos os novos sistemas eletrônicos deste veículo visam a redução de combustível. A regulagem da velocidade de condução (FGR, na sigla em inglês) economiza, com o aproveitamento otimizado da energia do balanço em descidas e inclinações, até 6% de combustível.

O conjunto propulsor do TGX com os motores D26 com TopTorque está ajustado a uma condução especialmente eficiente do ponto de vista do consumo de combustível e de baixa velocidade. Os novos motores contam com aumento de torque de 200 Nm. A nova função Speed Shifting muda mais rapidamente entre as velocidades 10, 11 e 12, e reduz as interrupções da força de tração nas inclinações.

Tudo foi pensado para economizar diesel: desaparecem, por isso, o quebra-sol e as buzinas de ar comprimido, enquanto o revestimento lateral aerodinâmico do chassis ajuda a economizar combustível adicional. A configuração do limitador de velocidade para 85 km/h em vez de 89 km/h reduz a resistência ao rolamento em dez por cento. Além disso são utilizados pneus de deslizamento fácil.

O compressor de ar para a alimentação de ar comprimido é controlado nos modelos EfficientLine em função da necessidade (Air Pressure Management): O compressor de ar só é acoplado quando é consumido ar comprimido. Isto reduz o tempo de operação em comparação com um compressor de funcionamento permanente em cerca de 90% no transporte de longo curso.