Novas linhas urbanas FL e FE ampliam segmentos cobertos pela Volvo na Europa

por Leandro Tavares,
da redação para o Brasil Caminhoneiro

A renovação das linhas de caminhões na Europa por conta da nova regulamentação de emissões que exige a mudança para o Euro 6 até janeiro de 2014 segue a todo vapor. Recentemente, a Volvo Trucks anunciou os novos modelos das linhas FL e FE, focados no transportes urbanos de cargas.

No novo Volvo FL, caminhão médio para carregar entre 12 e 18 toneladas, a mudança mais significativa é a ampliação da área de atuação no segmento com a introdução do novo motor D5K, de 5.1 litros e 4 cilindros, justamente para aplicações de 12 toneladas. Além disso, mudanças ergonômicas foram feitas para facilitar e melhorar o acesso à cabina e aos comandos do painel.

Novo FE 320 Euro 6

“Motoristas costumam subir e descer demais dos nossos caminhões durante um turno de trabalho. Por isso focamos em criar um ambiente confortável e conveniente, com ótima visibilidade do entorno do caminhão”, afirmou Claes Nilsson, presidente da Volvo Trucks.

Os motores D5K possuem 210cv ( com 800 Nm de torque) e 240cv (900 Nm). Já os Propulsores D8K, de 7.7 litros e 6 cilindros, possuem 250cv (950 Nm) e 280cv (1050 Nm).

Grade do FL 210 Euro 6

“Graças à entrega de torque em baixas rotações, ambos os motores são ideais para uma condução rápida, confortável e segura em áreas urbanas e suburbanas. A manobrabilidade fácil permite os motoristas cumprir roteiros estreitos em todos os tipos de transporte”, diz Ruddy Houtmeyers, gerente de produto para veículos para cargas médias da Volvo Trucks.

Semipesado de vocação urbana

Voltado para os mercados de transporte de bebidas e de construção civil, o Volvo FE também teve uma evolução no seu motor. O D8K vem com as potências de 250cv, 280cv e 320cv, desenvolvidos para atender demandas entre 18 e 26 toneladas. Outra novidade é que agora o novo FE vem com a conhecida transmissão automatizada I-Shift.

Lateral do FE 320 Euro 6

“Estes novos motores cumprem os requisitos Euro 6 e consumo de combustível é igual ao de motores Euro 5. A solução tecnológica para o cumprimento da norma Euro 6 é uma combinação do sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR), a turbina de geometria variável, EGR refrigerado e um filtro de partículas”, diz Ruddy Houtmeyers.

Foto: Divulgação