Peterbilt e Cummins apresentam o caminhão mais econômico do mundo

As empresas norte-americanas Peterbilt e Cummins (respectivamente, montadora e fabricante de motores) desenvolveram o “SuperTruck”, o caminhão pesado mais econômico do mundo, capaz de rodar 4,54 quilômetros com um litro de diesel. O veículo foi apresentado ao presidente Barack Obama, é uma iniciativa para atender a política de redução do consumo de combustível nos Estados Unidos.

Marca do Grupo Paccar (que também detém a DAF), a Peterbilt teve o seu cavalo mecânico pesado 579 escolhido para os testes. O propulsor é um Cummins ISX 15. A marca de consumo de 4,54 km/l foi alcançada durante testes em dezembro de 2013, entre as cidades de Denton e Vernon, no Texas. O caminhão, lastreado com 29 toneladas, a uma velocidade média de pouco mais de 100 km/h, percorreu cerca de 500 quilômetros, exatamente a mesma distância que havia feito há dois anos (quando registrou a média de 2,3 km/l).

O “SuperTruck” é fruto de iniciativa público-privada para estimular a inovação na indústria norte-americana de veículos comerciais, com apoio de agências do governo, laboratórios e universidades, além do Departamento de Energia dos EUA (DOE). Em quatro anos, foram investidos 38,8 milhões de dólares no programa, que deve chegar ao fim em 2014.

Tudo começou em 2009 e, de acordo com as empresas envolvidas, as melhorias realizadas no SuperTruck já permitiram atingir ganhos de até 75% de economia de combustível, além de reduzir em 43% as emissões de gases nocivos ao meio ambiente. Na prática, a economia com combustível pode chegar ao valor de 27.000 dólares por ano.

Segundo a Cummins, o motor ISX15 converte o calor do escape em potência entregue ao virabrequim. Além disso, o sistema de trem de força é controlado eletronicamente para aumentar a rentabilidade do uso do combustível. A Eaton, que também participou do projeto, está desenvolvendo uma transmissão automatizada que aumentará a eficiência de combustível em caminhões pesados.