Já em construção e com previsão para inaugurar em dezembro deste ano, a Parada Vendrami, em Ponta Grossa (PR), será um misto de posto de combustível e centro comercial e foi pensada para atender de forma especial os caminhoneiros, mas sem deixar de proporcionar o melhor aos turistas e outros motoristas.

A nova Parada ficará localizada na BR-376, na região do Distrito Industrial, a quatro quilômetros do Parque Estadual de Vila Velha, próxima a marcas importantes do agronegócio como a Louis Dreyfus Company, Bunge e Cargill.

Haverá lojas de conveniências, restaurante com mais de 1.000 m², estacionamento para 215 caminhões (ou mais de 80 bitrens), 126 carros, 20 motos, central de reparos, entre outros serviços.

Além disso, o empreendimento contará com uma central de cargas com 20 escritórios comerciais e 80 vagas de carros a transportadoras, seguradoras, entre outras empresas que prestam serviços exclusivos aos caminhoneiros.

“O nome do empreendimento é uma homenagem ao meu avô, Antônio Vendrami, que fez o primeiro empreendimento no local há 40 anos. E nós víamos, há muitos anos, que não haviam empreendimentos modernos na estrada. Como Ponta Grossa é um ponto logístico extremamente importante para o Brasil, resolvemos criar a Parada Vendrami”, conta Vinicius Vendrami Malucelli, sócio no projeto junto com seu irmão Antonio Vendrami Malucelli. “Então quando resolvemos iniciar este projeto, decidimos optar por algo inovador, diferente, como as paradas que existem em São Paulo, nos Estados Unidos e na Europa”, acrescenta.

De acordo com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego), 60% dos acidentes de trânsito são ocasionados por fadiga ou sono. Por isso, a Lei No. 13.103/2015 é rigorosa: são asseguradas, a esses profissionais, 11 horas de descanso dentro do período de 24 horas, sendo que oito delas devem ser ininterruptas e uma deve ser destinada ao almoço. Por isso, é imprescindível que haja uma área de descanso e lazer especial para eles, como a que será oferecida pela Parada Vendrami.

Rota da produção agrícola

Por abrigar um grande cruzamento rodoferroviário, o município de Ponta Grossa recebe uma quantidade enorme de veículos, especialmente no local onde será a Parada Vendrami. São mais de 20 mil automóveis e 16 mil caminhões transitando por ali diariamente. Devido ao fluxo intenso, destaca-se a importância de um local com infraestrutura e atendimento especializado em caminhões. Outro dado interessante é que 24% de toda a produção do soja, milho e farelo de soja passa em frente à Parada Vendrami.

Bom custo operacional da estrada

Para os empresários que pretendam investir no local, Vinicius destaca como benefício o baixo custo da operação.

“A Parada Vendrami será administrada como um shopping, com manutenção, segurança, iluminação. Todos os empreendedores compartilham da mesma estrutura e dividem custos, podendo focar exclusivamente em suas atividades. Então será o melhor custo operacional para um empreendimento na estrada”, conclui.