Porto de Santos bate recorde de movimentação de cargas

O Porto de Santos ultrapassou, pela primeira vez, as marcas de 12 milhões de toneladas ao mês. Outra marcar batida foi de 70 milhões de toneladas no período.

Porto de Santos bateu recorde na movimentação de cargas. (Foto: Codesp)

Impulsionado pelo mês de julho, o Porto de Santos atingiu o total de 12.053.697 toneladas. O número supera em 5,75% o volume de cargas verificado em maio (11.397.641 toneladas) e, em 18,4%, o movimento de julho do ano passado (10.182.378 toneladas), elevando em 23,1% as exportações.

As exportações de granéis sólidos de origem vegetal apresentaram expressiva influência no movimento mensal. Somando, nos embarques de açúcar, complexo soja e milho, foram quase 6 milhões de toneladas em julho. O valor é equivalente a 65% do total das mercadorias exportadas no mês.

O total acumulado, chegou a 73.097.632 toneladas, ultrapassando em 7,6% o maior movimento, registrado entre janeiro e julho de 2016 (67.960.460 toneladas).

Em razão do elevado crescimento, as operações de embarque de milho tiveram grande destaque, pela variação de 99,6% na comparação com julho de 2016, atingindo 1.830.567 toneladas. Ainda considerando índice de crescimento, o complexo soja, consolidando os embarques de soja a granel, farelo a granel e grãos em contêineres, ampliou sua movimentação em 38,2%, chegando a 1.552.426 toneladas.

A movimentação de cargas conteinerizadas em toneladas teve incremento de 11,6% em julho e de 9,0% no período. Respondendo por mais de um terço (33,5%) do total de cargas operadas no complexo. As operações com contêineres registraram, em TEU, crescimento de 6,5% no movimento mensal, com 333.414 TEU (unidades equivalentes a 20 pés) e de 6,4% no período, somando 2.125.897 TEU.

O fluxo de navios registrou 2.793 embarcações atracadas no período. Marca 0,2% menor que em 2016, o que representa um ganho de produtividade de quase 8%, com a média de 26,171 mil toneladas operadas por navio em comparação às 24,271 mil toneladas operadas em igual período do ano passado.