Portos de Santos e Paranaguá recebem menos caminhões com grãos em junho

Santos e Paranaguá apresentam menos chegada de camihões aos portos

A chegada de caminhões com grãos aos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR), por onde é escoada boa parte da safra agrícola brasileira, está menor na parcial de junho em meio às discussões sobre o tabelamento de fretes, embora algumas logísticas e negócios pontuais tenham impedido uma retração ainda maior.

Santos

Em Santos, o principal porto da América Latina, chegaram 22,4% menos caminhões nos dez primeiros dias do mês frente igual momento do ano passado, totalizando cerca de 13 mil veículos, segundo a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). Essa quantidade é ainda 25% menor frente os mais de 17 mil observados entre 1º e 10 de maio, antes dos protestos dos caminhoneiros.

Paranaguá

Em Paranaguá, a diminuição foi de 14,2% entre 1º e 14 deste mês. Conforme a Administração Portuária (Appa), uma média de 1.098 caminhões carregados com grãos chegou ao porto nesse período, ante 1.281 na comparação anual.

As chegadas têm sido suficientes para garantir os embarques, mas não para recompor os estoques locais, disse a Appa, acrescentando que as reservas estão na metade da capacidade máxima de 1,5 milhão de toneladas desde os protestos de caminhoneiros.

Com informações da NTC & Logística