Preço da gasolina variou 138,3% em fevereiro, aponta levantamento

Em Fernando de Noronha (PE), o litro do combustível chegou a ser encontrado pelo valor de R$ 6,91 de acordo com a pesquisa realizada pela empresa especializada em gestão de frotas.

No mês de fevereiro, que marcou o período pré-carnaval e as viagens principalmente para o litoral, foi registrada uma variação significativa no preço da gasolina comum: no período, o combustível oscilou 138,3% por postos de todo o Brasil. A informação é do levantamento realizado pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas. Os postos credenciados à marca espalhados pelo País apresentaram preços que iam de R$ 2,90 – nas cidades de Aracaju (SE) e Abrantes (BA) – a R$ 6,91 por litro em Fernando de Noronha (PE).

No caso da gasolina aditivada, a pesquisa da ValeCard mostrou uma oscilação de 121,5% nos preços, que iam de R$ 2,89 a R$ 6,40 o litro. Além disso, o etanol comum pôde ser encontrado, durante o mês, com valores que iam de R$ 2,23 até R$ 4,89 o litro, o que representa uma variação de 119,2%. No entanto, o combustível que apresentou diferenças de preço mais significativas – de 182,2% – foi o diesel comum, que foi de R$ 2,30 a R$ 6,49 em diferentes estabelecimentos.

Diante de variações tão altas, como saber qual combustível está valendo mais a pena?

Adriano Gomes, professor de Administração da ESPM e Sócio-Diretor da Méthode Consultoria, explica que o cálculo é simples. “Basta dividir o preço do litro de etanol pelo preço da gasolina. O resultado indiferente é 0,70. Se for inferior a 0,70, opte pelo etanol. Se maior, a melhor opção é a gasolina.”

O levantamento da ValeCard é feito por meio do registro das transações realizadas com o cartão de abastecimento da própria empresa em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados por todo o Brasil.