PRF registra 987 acidentes e 67 mortos em rodovias federais no feriado de Ano Novo

PRF ainda registrou 36.724 flagrantes de excesso de velocidade nas rodovias federais de todo o Brasil

PRF registra 987 acidentes e 67 mortos em rodovias federais no feriado de Ano Novo (Foto: CNT)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 987 acidentes com 1008 feridos e 67 mortes nas rodovias federais no feriado de Ano Novo. Os dados, divulgados na terça-feira (2), se referem a ocorrências entre os dias 29 de dezembro e 1º de janeiro. Ainda de acordo com a PRF, dos 987 acidentes, 183 foram considerados graves (aqueles em que há pelo menos um morto ou uma pessoa ferida gravemente).

- Publicidade -

A PRF também registrou 36.724 flagrantes de excesso de velocidade nas rodovias federais de todo o Brasil. Durante os quatro dias da Operação Rodovida etapa Ano Novo, a PRF focou a fiscalização no combate a condutas como: ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade e direção após o consumo de álcool.

Veja também: Número de mortes durante o Natal em acidentes nas rodovias federais cai 30%

Neste mesmo período a PRF registrou 3.208 motoristas realizando ultrapassagens irregulares nas rodovias federais. As ações de fiscalização do órgão também focaram a alcoolemia ao volante – durante os quatro dias foram 565 autos de infração para motoristas que dirigiram após ingerir bebida alcoólica, um flagrante de condutor embriagado a cada 42 testes com etilômetro (bafômetro) realizados pela PRF.

Outros 1.646 motoristas foram flagrados sem cinto de segurança. Durante as fiscalizações, a PRF também emitiu 257 autos de infração para motociclistas sem capacete e 308 motoristas foram flagrados trafegando com crianças sem o dispositivo de segurança (cadeirinha).

Comparativos

Como em 2016 o feriado de Ano novo se deu em um domingo, a PRF não recomenda a realização de comparações simples com o ano anterior. Na ocasião, durante o período de quatro dias (30 de dezembro de 2016 a 02 de janeiro de 2017) foram registrados pela PRF 1.081 acidentes, com 1.130 pessoas feridas e 87 mortes.

- Publicidade -