Quimitrans compra 20 caminhões Volvo FH 460 e 5 VM 270

A Quimitrans é uma empresa especializada em transporte de produtos químicos a granel com 20 anos no mercado e mantém sua parceria com a Volvo, concluindo a compra, intermediada pela concessionária Auto Sueco São Paulo, de 25 caminhões, sendo 20 unidades do modelo FH 460 6×2, com I-shift, e 5 modelos VM 270. A nova frota será utilizada em todo o território nacional, atendendo a uma vasta gama de setores da indústria, como químico; petroquímico; farmacêutico; higiene e limpeza; alimentício; e tintas e vernizes.

O desempenho e a segurança da nova frota serão garantidos por Planos de Manutenção Ouro. “Fizemos contratos de cinco anos para a manutenção preventiva e corretiva de 100% destes novos caminhões da Quimitrans, o que reforça a preocupação com a preservação dos equipamentos e a qualidade do serviço oferecido”, afirma Luís Gambim, gerente comercial da Auto Sueco São Paulo.

O Programa de manutenção Ouro da Volvo é o mais abrangente da montadora, com base no Serviço Planejado, elaborado de acordo comas especificidades de cada caminhão e as condições da operação. O plano prevê toda a manutenção preventiva e corretiva, não só da linha motriz, mas reparos nos sistemas de freios, suspensão e cabine, com a garantia de aplicação de 100% de peças genuínas. “Oferecemos um serviço diferenciado e personalizado, que atende as necessidades de cada cliente, que acaba se tornando um parceiro de negócios. Com o cronograma de manutenções que elaboramos para cada frota, as empresas ficam menos tempo com os caminhões parados”, reforça Mário Oliveira, diretor-superintendente da Auto Sueco São Paulo.

A concessionária da Volvo disponibiliza ainda o Programa de Treinamento de Motoristas, com o objetivo de assegurar que os veículos sejam conduzidos de maneira econômica, maximizando o desempenho dos equipamentos.

“As condições oferecidas pelos planos de manutenção foram determinantes para fecharmos o negócio. Com as revisões em dia, teremos caminhões que vão nos possibilitar ganhos de produtividade, diminuindo o custo operacional. Como transportamos carga perigosa, o plano de manutenção nos dá maior segurança quanto ao Pronto Atendimento em um eventual problema em viagem”, afirma Oswaldo Nardi, diretor da Quimitrans.