Definição ocorreu após reunião entre ministro da Infraestrutura e governador de São Paulo.

​A Rodovia Rio-Santos (trecho da BR-101) será concedida à iniciativa privada junto com o leilão de relicitação da Nova Dutra, que deve ocorrer após o término do contrato, em 2021. A decisão saiu de uma reunião que ocorreu, nesta quinta-feira (10), entre o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o governador de São Paulo, João Doria. A rodovia possui 550 km de extensão e passa pelo litoral dos dois estados, em destinos turísticos famosos, como Guarujá, Ilhabela, Ubatuba, Paraty e Angra dos Reis.

“A Rio-Santos é muito importante, sobretudo para o turismo na região do litoral norte de São Paulo. Não faz sentido que uma rodovia dessa importância não esteja concessionada e operada pelo setor privado, melhorando a sua eficiência, reduzindo o seu potencial de acidentes e melhorando a funcionalidade para irrigar uma indústria muito importante, como é a indústria do turismo para geração de empregos, de renda e de movimentação econômica”, afirmou o governador.

Fonte: Agência CNT.