Saiba onde encontrar postos BR que possuem diesel S-50

Após as várias dúvidas de caminhoneiros, transportadoras e até mesmo montadoras em relação ao efetivo abastecimento do diesel S-50 nos postos de combustível do País, o Portal Brasil Caminhoneiro separou uma lista com todos os postos de bandeira BR distribuidores do produto. A intenção com essa lista, que será atualizada periodicamente, é facilitar a vida do consumidor.

Desde 2009, a Petrobras fornece o S-50 nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, e nas regiões metropolitanas de Fortaleza, Recife, Belém, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador. A partir deste ano, a distribuição do diesel S-50 nos postos de abastecimento do Brasil ficou sob a responsabilidade das distribuidoras. De acordo com a empresa, no território nacional há pelo menos um posto a cada 100 km com o combustível na bomba.

O velho e o novo

O Brasil iniciou uma nova etapa na busca da melhoria da qualidade do ar, através da adoção de metas mais criteriosas no controle de emissões veiculares. O funcionamento dos motores dos novos caminhões (Euro 5) e ônibus fabricados a partir de janeiro deste ano exigiu um motor menos poluente.

Por determinação do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), o diesel presente no mercado deveria substituído por um menos poluente desde 2009, porém somente entrou em vigor janeiro de 2012 com o Proconve 7 (Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores), após intervenção da Justiça.

Através do novo combustível, a intenção é reduzir em até 80% as emissões de materiais particulados e em 98% as de óxidos nitrosos. Juntamente com o S-50, deverá ser utilizado o Arla 32, neutralizador de emissões de óxidos nitrosos e de materiais particulados.

Os quase quatro mil postos do país devem garantir condições operacionais para viabilizar a comercialização do combustível. A Agência Nacional de Petróleo (ANP) também pode exigir a venda em municípios que não ofereçam o diesel menos poluente. Nesse caso, será concedido o prazo de 60 dias para a adequação dos estabelecimentos à norma.

Foto: Agência Petrobras