Você viu? Suécia inaugura a primeira rodovia elétrica do mundo

País europeu se comprometeu a ter um setor de transporte independente de combustíveis fósseis até 2030

940x529_Siemens_eHighway_Suecia
Caminhões equipados com o sistema são alimentados pela fiação de catenárias aéreas à medida que se movimentam (Fotos: Scania CV AB)

O dia 22 de junho marcou a abertura da primeira rodovia elétrica do mundo na Suécia. A ministra da Infraestrutura do país, Anna Johansson, e o ministro da Energia, Ibrahim Baylan, inauguraram o primeiro sistema de rodovia elétrica em uma estrada pública.

Pelos próximos dois anos, um sistema de catenária da Siemens para caminhões será testado em um trecho de dois quilômetros da rodovia E16, ao norte de Estocolmo. O ensaio utilizará dois veículos híbridos a diesel fabricados pela Scania e adaptados, em colaboração com a Siemens, para operar sob o sistema de catenária.

Veja também: Iveco faz vídeo em homenagem aos caminhoneiros do Brasil

400x300_Siemens_eHighway2
Sistema será testado em um trecho de dois quilômetros

“O sistema de rodovia elétrica da Siemens tem o dobro da eficiência dos motores de combustão interna convencionais. A inovação da Siemens alimenta os caminhões com energia a partir de uma catenária. Isto significa não apenas que o consumo de energia é reduzido pela metade, mas que a poluição do ar local também é reduzida”, diz Roland Edel, engenheiro chefe da divisão de mobilidade da Siemens.

O transporte é responsável por mais de um terço das emissões de CO2 da Suécia, com quase metade disso sendo originado pelo transporte de mercadorias. Como parte de sua estratégia de proteção do clima, a Suécia comprometeu-se a ter um setor de transporte independente de combustíveis fósseis até 2030.

Devido ao crescimento esperado no transporte de carga, o transporte rodoviário de mercadorias tende a crescer da mesma forma que a capacidade ferroviária aumenta. É necessário, portanto, encontrar uma solução para transporte rodoviário de mercadorias livre de gás carbônico.

Durante o teste de dois anos, a Trafikverket, Administração de Transportes da Suécia e o Condado de Gävleborg querem criar uma base de conhecimentos para saber se o sistema de rodovia elétrica é adequado para futuro uso comercial de longo prazo e implantação adicional.

“De longe a maior parte das mercadorias transportadas na Suécia passa pelas rodovias, mas apenas uma parte limitada das mercadorias pode ser transferida para outros tipos de modal”, diz Anders Berndtsson, estrategista-chefe da Administração de Transportes da Suécia.

“É por isso que temos de libertar os caminhões de sua dependência de combustíveis fósseis, para que eles também possam ser utilizados no futuro. Rodovias elétricas oferecem essa possibilidade e são um excelente complemento para o sistema de transporte.”

Pantógrafo inteligente

O núcleo do sistema é um pantógrafo inteligente combinado com um sistema de acionamento híbrido. Um sistema de sensores permite que o pantógrafo seja conectado e desconectado da catenária a velocidades de até 90 km/h.

Caminhões equipados com o sistema são alimentados pela fiação de catenárias aéreas à medida que se movimentam, permitindo sua viagem eficiente e sem emissões locais. Graças ao sistema híbrido, também são possíveis operações fora da linha de contato, mantendo assim a flexibilidade dos caminhões convencionais.

Configuração aberta

A tecnologia da rodovia elétrica apresenta uma configuração aberta. Como resultado, soluções de baterias ou gás natural, por exemplo, podem ser implementadas como uma alternativa para o sistema de acionamento híbrido a diesel usado na Suécia. Isso permite que o sistema seja adaptado com flexibilidade para a aplicação específica.