Trecho oeste do Rodoanel registra queda no índice de acidentes em 2016

Pelo quinto ano consecutivo a CCR Rodoanel, concessionária responsável pelo trecho oeste do Rodoanel Mario Covas, em São Paulo, registrou queda no índice de acidentes na via.940x529_rodoanel_trecho-oeste

 

 

 

 

 

Na comparação com 2011, ano em que foi inaugurado o trecho sul e quando o fluxo do trecho oeste do Rodoanel adquiriu as características atuais, a redução foi de 19%, já ponderando que, no período, o volume de tráfego aumentou 16%.

Em números absolutos, os acidentes caíram de 1.074 (2011) para 865 (2016); os feridos de 633 (2011) para 383 (2016); e o de mortos de 20 (2011) para 13 (2016).

Em relação a 2015, os números também são positivos. O índice de acidentes e o de feridos reduziram 9% cada e o de mortos apresentou queda de 12%.

Os números, de acordo com a concessionária, são resultado de um trabalho contínuo de investimento em segurança e educação viária.

“Desde que assumiu o Trecho Oeste, em 2009, a CCR RodoAnel realiza investimentos relevantes no segmento visando a segurança e o conforto dos usuários. Além disso, trabalha fortemente a educação do motorista, que é o fator principal para uma condução segura”, afirma Carlos Costa, gestor de Atendimento ao Usuário da CCR RodoAnel.

Atualmente, o trecho, que vai da Av. Raimundo Pereira de Magalhães, em Perus, à Rodovia Régis Bittencourt, passando pelas Rodovias dos Bandeirantes, Anhanguera, Castello Branco e Raposo Tavares, registra uma média de 2,3 acidentes por dia.