Misto entre van e micro-ônibus, novo modelo Volare Cinco é apresentado

Desenvolvido de dentro para fora, Volare Cinco inova na sua concepção e flutua em segmento que fica entre os de vans de de micro-ônibus.

Volare
Volare Cinco / Javier Paquito Herrera

A Volare lançou um novo modelo de veículo para o transporte de pessoas, o Volare Cinco. O veículo tem uma concepção diferenciada. O projeto foi desenvolvido de dentro para fora, ou seja, dos ocupantes para o restante. Com isso, o veículo soma pontos fortes de uma van e de um ônibus pequeno e cria um novo segmento no mercado brasileiro do transporte de pessoas, o de “compactos”, segundo a Volare.

“Com o Volare Cinco pretendemos criar um novo segmento de mercado, o dos veículos compactos. É integral e não o consideramos um ônibus, nem um micro-ônibus e tão pouco uma van, e sim um conceito inédito para transportar pessoas” explica o diretor-geral da Volare, Gelson Zardo.

Interior do Volare Cinco / João Luiz Oliveira
Interior do Volare Cinco / João Luiz Oliveira

O desenvolvimento do Volare Cinco teve início em fevereiro de 2013. A montadora trabalhou na definição desses novos parâmetros. Para isso, os engenheiros da empresa utilizaram a ferramenta QFD (Quality Function Deployment) para determinação de suas características (de acordo com as necessidades e desejos dos profissionais do transporte) e se basearam nos aspectos mais relevantes, como acesso e mobilidade facilitados, dimensões internas grandes e tamanho externo compacto. Foram realizadas pesquisas e ouvidos diversos usuários.

No seu projeto do veículo, a Volare analisou 702 citações de 35 diferentes empresas que atuam no transporte de pessoas, no Brasil e no exterior, clientes ou não da marca. A partir dessas respostas, foram reunidas no novo veículo as principais características e vantagens de uma van, como agilidade, dirigibilidade, manobrabilidade, baixos consumo de combustível e custo de aquisição, e reduzidos níveis de NVH (ruído, vibração e aspereza), com os atributos de um ônibus pequeno (quantidade de lugares, poltronas confortáveis, robustez (durabilidade), custo de manutenção, visibilidade, rede de pós-venda, preço de revenda e imagem da marca).

Assentos de passageiros do Volare Cinco / João Luiz Oliveira
Assentos de passageiros do Volare Cinco / João Luiz Oliveira

De acordo com Roberto Poloni, diretor de engenharia da Volare, “definimos, então, o que queríamos um veículo que transportasse da forma mais racional possível um determinado número de pessoas em determinadas categorias de transporte. E fizemos tudo isto ao redor desta proposta”.

“Realizamos pesquisas e ouvimos os operadores de ônibus e vans. Entre as necessidades que eles listaram estavam, por exemplo, melhor ergonomia e conveniência para o motorista que, normalmente, é o dono do veículo nesse tipo de transporte, além de custo/benefício, e porta-pantográfica automática, entre outras. Enfim, características ora presentes nas vans, ora nos ônibus. Então, a proposta foi unir tudo isso em um só veículo”, explica Roberto Poloni.

Idealizado e desenvolvido a partir dessas definições e com as dimensões e necessidades para atender esses usuários, o modelo tem chassi e carroceria que formam um conjunto integral. O Volare Cinco tem três diferentes configurações, entre 13 e 20 passageiros, e também incorpora conceitos de automóveis. Tecnicamente, se enquadra na classificação M3 do Contran, de micro-ônibus, com PBT de cinco toneladas, que estabelece os requisitos de segurança para veículos de transporte público coletivo de passageiros e transporte de passageiros tipos micro-ônibus e ônibus.

Com carroceria tubular, projetado com avançada tecnologia de materiais, tem processo de fabricação que adota características dos automóveis, como soldas por robôs e componentes em plástico injetado e pelo processo SMC (Sheet Molding Compound – processo de produção por compressão utilizado em componentes de acabamento para automóveis). Pelo maior nível de automação, a qualidade e o acabamento atendem às exigências mais rigorosas do padrão automobilístico.

Entre as novidades que aproximam o Volare Cinco das características da indústria de automóveis é a chave com controle remoto que permite abrir a porta pantográfica e destravar a tampa do porta-malas (bagageiro) à distância.

O Volare Cinco possui dimensões reduzidas (comprimento de 6.700 mm, altura externa de 2.740 mm, largura de 2.010 mm, altura interna de 1.930 mm e largura interna de 1.908 mm). Com maior espaço interno e configuração diferenciada, oferece muito mais conforto, segurança e espaço.

É equipado com motorização Cummins ISF 2.8, com 150 cv de potência e torque de 360 Nm a 1.500 rpm, transmissão mecânica Eaton FSO 4505 C de cinco marchas e direção hidráulica. O modelo possui tração traseira, o que garante melhor resposta em terrenos íngremes ou em aplicações severas. Já o posicionamento do motor na frente possibilita fácil acesso aos componentes mecânicos e rapidez de manutenção.