Há três anos a Porsche Chile, representante oficial da VW Caminhões e Ônibus naquele país, deu início a um ciclo de investimentos e ações para aumentar sua participação no mercado, com projeção de crescimento baseada numa estratégia que marca presença em toda a cadeia do transporte chileno. Com lançamentos de produtos e a abertura e renovação de pontos de venda e serviços, a Porsche Chile consolidou novas casas e agora anuncia a abertura de sua 12ª concessionária em Santiago Sur, na capital chilena.

“Este novo local é muito importante para nós. Não só pelo nível do investimento, infraestrutura e tecnologia associada, mas porque nos permitirá aumentar nossa oferta de venda e pós-venda para um setor de alto dinamismo e demanda, como é a Região Metropolitana e seus arredores. Instalados estrategicamente, hoje continuamos apostando em nossos clientes e na excelência de nosso suporte”, comenta Julio Torres, gerente da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus na Porsche Chile.

Esta nova sucursal foi construída em parceria com a Salazar Israel, em um local completamente novo na cidade de Temuco. Com mais de 5 mil metros quadrados de showroom interior e exterior, este novo local oferece serviços de venda de caminhões Volkswagen, serviço técnico e peças.

“Novamente damos um grande passo, abrindo as portas de um espaço pensado para atender às necessidades e requerimentos de todos os nossos clientes. Temos certeza de que, assim como em Temuco, teremos êxito graças a uma grande infraestrutura e a um serviço de alto nível”, afirma Patricio Zamarín, gerente geral da Salazar Israel Camiones.

Esta é a décima segunda inauguração do plano de expansão e renovação da marca Volkswagen Caminhões e Ônibus na Porsche Chile e a primeira de 2019.

“Nossa promessa é estar perto de nossos clientes e poder entregar soluções concretas de transporte que valorizem o seu negócio. Com Santiago Sur aumentamos significativamente nossa capacidade instalada de oficinas e pontos de venda, e assim buscamos continuar sendo a marca mais rentável por quilômetro, por hora”, finaliza Torres.