Volvo inaugura em Curitiba a primeira fábrica de caixas de câmbio I-Shift fora da Suécia

por Fábio Rogério
da Redação do Portal

A Volvo do Brasil inaugurou hoje uma fábrica de caixas de câmbio eletrônica I-Shift em seu complexo industrial localizado no bairro Cidade Industrial, em Curitiba/PR. A empresa inicia também a produção local dos motores 11 litros. Os investimentos nos dois projetos somam R$ 25 milhões.

“O Brasil passa a ser o primeiro país a ter uma fábrica de caixas de câmbio I-Shift fora da Suécia, sede mundial do Grupo Volvo”, comemora Nilton Roeder, diretor de powertrain da Volvo Latin America. Até então estes componentes eram produzidos na unidade fabril de Köping, a 340 quilômetros de Gotemburgo, onde está localizada a sede da Volvo.

Linha de Montagem da I-Shift

Tanto a caixa de câmbio quanto os motores eram importados da Europa e montados no Brasil. Cerca de 30 novos empregos foram criados para a linha de montagem. A produção das caixas nacionais começa na próxima semana, e elas equiparão as linhas de veículos pesados FH e FM.

“A caixa I-Shift já equipa cerca de 80% dos caminhões FH e FM e mais de 90% dos ônibus rodoviários que saem de nossa linha de montagem em Curitiba”, disse Roger Alm, presidente da Volvo do Brasil.

De acordo com a Volvo, a caixa de câmbio eletrônica reduz o consumo de combustível em até 5% na comparação com veículos de tração manual. Outras vantagens são a maior durabilidade da embreagem, menor desgaste de pneus, aumento do conforto para o motorista.

FH Globetrotter, da Volvo

O projeto para a nacionalização da I-Shift durou cerca de dois anos e envolveu engenheiros brasileiros e suecos. “Desenvolvemos novas competências locais, incorporamos tecnologias avançadas, proporcionamos novas oportunidades de conhecimento e aumentamos nossa massa crítica nesta área”, destaca Carlos Castilho, gerente responsável pelo projeto de nacionalização da caixa de câmbio eletrônica.

Fotos: Volvo