IAA 2016: ZF apresenta Innovation Truck e anuncia nacionalização de transmissões

Funções do Innovation Truck evitam colisões traseiras, aumentam estabilidade e leem melhor a distância segura de manobras

Innovation Truck

A ZF demonstrou durante a edição de 2016 do IAA as tecnologias do Innovation Truck 2016, desenvolvido especialmente para o Salão Internacional de Veículos Comerciais de Hannover, Alemanha. A visão de eliminar os acidentes de trânsito (programa conhecido como “Vision Zero”) levou a companhia a continuar aprimorando os sistemas de assistência ao motorista.

Os resultados são as funções Highway Driving Assist (HDA), que evita a mudança não intencional de faixa, e Evasive Maneuver Assist (EMA), uma tecnologia desenvolvida em parceria com a WABCO que faz o caminhão desviar e frear de forma independente. O Innovation Truck também se destaca no quesito eficiência. Equipado com a função autônoma de manobra SafeRange, o veículo-conceito estaciona automaticamente na doca – com precisão, eficiência e sem emissão de poluentes graças a sistemas inteligentes integrados.

Auxiliados por diversos sistemas de proteção, os caminhões modernos já rodam atualmente com alto grau de segurança. Foi por isso que a marca lançou e já aplicou tecnologias em programas de assistência ativa no ZF Innovation Truck 2016. As duas funções Evasive Maneuver Assist (EMA) e Highway Driving Assist (HDA), por exemplo, ajudam efetivamente a evitar acidentes.

Além disso, a função de manobra SafeRange aumenta a eficiência no terminal de carga e descarga. Para viabilizar tudo isso, a ZF integrou funções autônomas de condução. Com suas competências em matéria de sensores, unidades de controle eletrônico e sistemas mecatrônicos, a empresa faz com que o Innovation Truck 2016 possa ver, pensar e agir.

Novas caixas para o Brasil

A transmissão modular TraXon, uma das mais modernas do mundo para caminhões extrapesados, será produzida na fábrica de Sorocaba (SP). Também será fabricada no Interior de São Paulo a 9AS EcoTronic, a evolução da Ecomid que chega para automatizar veículos comerciais médios e semipesados.

“As transmissões serão nacionalizadas por terem um grande potencial de mercado para os próximos anos. Além disso, a ZF tem confiança na recuperação do mercado brasileiro, mesmo que provavelmente de maneira gradual. A motivação para esta nacionalização veio do sucesso irrefutável de participação das transmissões automatizadas no segmento de pesados e extrapesados, aliada à crescente demanda dos clientes para a extensão desta solução a outros segmentos”, comenta Wilson Bricio, Presidente da ZF América do Sul.

“A capacidade instalada de toda cadeia automotiva é bem superior à realidade do mercado nacional. Na ZF a situação não é diferente, e por isso, grande parte dos investimentos foram voltados a alterações nas linhas produtivas existentes, que são altamente adaptáveis ao recebimento de produtos com um conteúdo tecnológico maior, como a TraXon e a 9AS EcoTronic”, complementa Wilson Bricio.

Do investimento de 100 milhões de reais anunciado em 2014 para a instalação da linha de montagem da AS-Tronic e que posteriormente passaria a produzir a TraXon, aproximadamente um terço destina-se agora aos investimentos necessários para localização da TraXon, como a aquisição de banco de testes dedicado, treinamentos, desenvolvimento de protótipos, etc.

A tendência de aplicações de transmissões automáticas e automatizadas em caminhões pesados, médios e leves já é bem evidente na Europa. As pesquisas revelam que nos países emergentes esse movimento vem ganhando mais força e conquistará uma fatia expressiva nas vendas nas próximas décadas.