Dinastia do Diesel na Veia: O Estradeiro que Colocou a Família Toda no “Trecho”.

A profissão é muito especial e por isso merece ser comemorada e lembrada por todos nas três datas diferentes: 30 de junho, 25 de julho e 16 de setembro.

O dia 30 de junho é comemorado em São Paulo, pois em 1986 o governador Franco Montoro decretou por lei como sendo o Dia do Caminhoneiro.

O dia 25 de julho é o mais emblemático. Nele e comemorado o dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. A data é a mais celebrada e lembrada desde o século XV.

E por fim, comemora-se no dia 16 de setembro o Dia Nacional do Caminhoneiro, definida em 2009.

E em ritmo de comemoração com a turma da estrada que fomos conhecer a vida de um estradeiro que colocou a família toda no trecho. Luiz Guedes, após trabalhar alguns anos como agricultor veio para São Paulo, no bairro de São Bernardo do Campo em 1990. Seu primeiro emprego foi de ajudante de motorista em depósito de bebida. Aí despertou o interesse em assumir um bruto. A habilitação foi presente de um amigo. Com muita insistência, persistência e resiliência tornou-se um “cegonheiro”.
Logo, o diesel na veia transferiu aos demais da família e o amor pela profissão já conquistou o filho, irmão e sobrinho.
Luizinho Paraíba, como é conhecido, ainda cuida da Associação Entre Amigos Cegonheiros (UEAC) que ajuda o motorista afastado através de documentação que comprove seu afastamento.
Um estradeiro e tanto, não é mesmo?

Confere aí essa nossa homenagem a turma do trecho.