Novas regras para financiamento de ônibus e caminhões pelo Finame entram em vigor

940x529_linha_Volvo_Finame

Já estão em vigor as novas regras de financiamento do programa BNDES Finame, destinado à aquisição de bens de capital, ônibus e caminhões. As normativas foram anunciadas concomitantemente ao fim do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), que valeu até 31 de dezembro de 2015.

A participação do banco estatal subirá de 70% para 80% do valor do bem para micro, pequenas e médias empresas e para a aquisição de bens de capital eficientes. Segundo o banco, a medida é um incentivo ao uso de equipamentos mais produtivos em termos de energia.

Veja também: Os caminhões mais vendidos de 2015

O financiamento será integralmente em TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), usada pelo BNDES em suas operações. Em dezembro, o CMN (Conselho Monetário Nacional) elevou a TJLP de 7% para 7,50% ao ano; a taxa vai vigorar no primeiro trimestre de 2016.

Para as grandes empresas, a participação do BNDES nas operações de compra de bens de capital também aumentará, passando de 50% para 70% do valor do bem. O custo será em TJLP.

O BNDES esclareceu, entretanto, que para a aquisição de ônibus e caminhões por grandes empresas, o apoio permanecerá em 70% do valor do bem. Já a participação da TJLP na composição do custo subirá de 50% para 70%. Os 30% restantes serão financiados com taxas de mercado.

Com informações da Agência Brasil.