Sem Precisar Falar: Os Sinais da Estrada que Contribuem Muito na Comunicação.

Você já parou para observar a importância dos elementos de comunicação que enxergamos ao trafegar pelas ruas, rodovias ou estradas?

Não é possível se comunicar com os outros veículos falando, pensando nisso que foram criadas os meios de comunicação por sinais.

O processo de formação de condutor existe para justamente orientar nos estudos dos códigos. O objetivo desses sinais é ser o mais óbvio possível, para que o motorista consiga decifrar sem perder a atenção do trânsito.

As placas, semáforos, sinais sonoros e pinturas nas vias, como as faixas de pedestres, acostamento, criam uma espécie de código próprio de comunicação. Esse código precisa ser dominado para uma correta interpretação por quem circula pelas rodovias.

Alguns desses elementos, as placas, por exemplo, estão determinados no Código Brasileiro de Trânsito, mas também há sinais utilizados pelos motoristas que, apesar de não oficiais, ajudam a disciplinar o tráfego e são importantes sinais de comunicação no trânsito.

Considerando que gestos, movimentos, sinais luminosos e sonoros são alguns dos quesitos que entram em jogo no trânsito, é fundamental saber interpretá-los. Prevenir acidentes é o que queremos, não é mesmo?

Piscar faróis, seta para direita, seta para esquerda, gestos com os dedos, buzinas alternadas, já significa que o motorista quer comunicar algum sinal no trecho. O importante é ficar atento e colaborar para trecho seguro e harmônico.

Você sabe quais são eles?

Então dá um play ai com o Garonce.