Sucesso com food trucks faz empreendedor abrir restaurante fixo

Com a lei que regulariza o comércio de comida de rua sendo aprovada em diversas capitais do País, o mercado de food trucks tende a crescer ainda mais e o sucesso desse modelo de negócio tem motivado empreendedores a seguirem o caminho inverso. É o caso de Alex Abbud Righi, sócio do La Polenta, que atualmente possui dois food trucks e irá inaugurar em agosto um restaurante em um ponto fixo na Chácara Santo Antônio, zona sul de São Paulo. “Os custos da operação em um food truck são relativamente baixos, porque o número de funcionários é enxuto e não há gastos com o aluguel de uma sede fixa. Já a vantagem do restaurante fixo é fidelizar a clientela e oferecer mais opções no cardápio.”

Em um ano de operação, os dois food trucks já venderam mais de 10 toneladas de polentas cremosas e fritas em diversos eventos pelo estado de São Paulo. Para alcançar esse resultado, Righi destaca a importância do planejamento: “Quando resolvemos investir em food trucks, pesquisamos bastante sobre o mercado e conhecemos diversas fabricantes. Escolhemos a Truckvan por ter uma experiência de mais de 20 anos na customização de veículos para diversas áreas, além de uma ampla estrutura fabril e uma equipe de especialistas”.

O sócio do La Polenta conta ainda que investiu cerca de R$ 200 mil para adaptar as duas unidades móveis e adotou uma estratégia ousada: “Iniciamos com uma barraca de comida, depois adquirimos o trailer e o deixamos fixo no Butantan Food Park. Após seis meses, compramos um food truck sobre chassi de caminhão para ser itinerante e conquistar novos clientes a cada evento, reforçando a imagem da nossa marca para públicos diferentes”.

Os dois food trucks do La Polenta possuem sistema com sensor sonoro que detecta qualquer tipo de vazamento de gás e ART (anotação de responsabilidade técnica), que garante à sociedade que o projeto foi desenvolvido por um profissional habilitado, seguindo todas as normas de segurança, vigilância sanitária e boas práticas.