Banco Mercedes-Benz oferece linha atrelada ao real para financiar 100% do caminhão

O Banco Mercedes-Benz anunciou uma alternativa de crédito para quem pretende financiar até 100% de caminhões e ônibus, combinando a utilização do Finame PSI com a segurança de um capital de giro e taxas fixas de juros. A nova modalidade de crédito permite o financiamento de até 70% pelo Finame e o restante por meio de um contrato de capital de giro, que estabelece taxas fixas de juros com variação entre 1,05% e 1,29% ao mês.

Esta alternativa foi criada pelo Banco Mercedes-Benz porque as novas regras do Finame PSI não permitem mais que o bem seja 100% financiado com subsídios do BNDES, o que dificulta o acesso ao crédito. Hoje, é possível financiar até 90% do bem, porém, com taxas variáveis pós-fixadas que são atreladas à Selic e ao dólar. Isso significa que o cliente está totalmente vulnerável à volatilidade do câmbio e dos juros.

“Com as oscilações do dólar e das taxas de juros fica arriscado financiar a totalidade do bem pela parte complementar do Finame PSI, já que pode existir uma desvinculação entre a receita do cliente e sua dívida”, afirma Angel Martinez, diretor Comercial do Banco Mercedes-Benz. “Por isso, a Instituição está oferecendo uma alternativa de crédito para quem ainda prefere aproveitar os benefícios do Programa, financiando até 100% do veículo. Além disso, há a garantia de que o cliente não ficará suscetível às oscilações do dólar e desvalorização do real, como ocorrido em 1999”, acrescenta Martinez.