21ª Fenatran começa em meio a otimismo do setor

Fenatran conta com presença de autoridades e representantes do setor de transporte rodoviário de cargas

21ª Fenatran começa em meio a otimismo do setor (Foto: Wellington Hokama)

A 21ª edição da Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargasserá, foi aberta oficialmente nesta segunda-feira (16), no São Paulo Expo Exhibition&Convention Center em meio a um ambiente de mais otimismo. Alguns indicadores divulgados recentemente mostram boas perspectivas para os negócios pós-Salão. Os bancos das montadoras e de instituições independentes, por exemplo, liberaram, de janeiro a julho deste ano, 54,1 bilhões para as operações de Crédito Direto ao Consumidor e leasing.

Outro dado importante diz respeito ao emplacamento de caminhões e ônibus que teve alta de 8,2% na comparação das 4,5 mil unidades de setembro deste ano com as 4,2 mil do mesmo mês de 2016, segundo dados da Anfavea. A produção de caminhões em setembro passado teve um aumento de 56,8% (7,6 mil unidades) em comparação ao mesmo período do ano passado.

“A palavra de ordem é otimismo. A última Fenatran ocorreu no auge da crise. Ainda não sabíamos a profundidade dela, mas agora estamos mudando essa realidade. É claro que em um patamar bem abaixo, mas em três ou quatro anos vamos reverter esse cenário”, afirmou o presidente da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Clésio Andrade.

Para o presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Antonio Megale, as montadoras nunca deixaram de acreditar no país. “As medidas de combate à inflação e aos desperdícios, assim como o fato de a economia passar a caminhar dissociada da política já demonstram que os indicadores econômicos estão voltando aos patamares anteriores.

“Quando a economia anda, as vendas crescem. Sem caminhão, esse país para”, ressaltou. Ele lembrou a estimativa da associação de chegar a 101,5 mil caminhões e ônibus produzidos até o fim deste ano, assim como o licenciamento de 64 mil veículos.

“Se em 2015, a Fenatran mostrou que o país estava na UTI, hoje revela que saiu. A queda da inflação e dos juros, assim como a tímida retomada dos empregos, demonstram aumento da confiança, o que gera o cenário positivo que estamos vendo”, afirmou o presidente da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística), José Hélio Fernandes.

Enfrentamento da Criminalidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, destacou o trabalho do judiciário na realização de negócios e no enfrentamento da criminalidade como uma forma de o custo dos empresários. “Não é possível o país avançar no empreendedorismo se não for fortalecendo as instituições e a segurança jurídica. Esse é um papel absolutamente essencial do poder judiciário em relação ao equilíbrio do Brasil”, afirmou.

Números

O evento espera cerca de 60 mil visitantes vindos de 27 estados do Brasil e de 61 países nos cinco dias do evento, que se encerra no dia 20 de outubro. Cerca de 350 marcas apresentam seus produtos e serviços em um dos oito setores da FENATRAN: fabricantes de veículos; fabricantes de implementos rodoviários; autopeças, motores e pneus; combustíveis derivados e componentes; gestão e rastreamento de frotas; fabricantes de equipamentos e acessórios; entidades e publicações; bancos, financeiras, seguros e serviços.

Com informações da CNT