MOVIMAT sedia desafio de logística da Scania

Inovathon Logistics Challenge, maratona de logística da Scania, fará participação especial na MOVIMAT 2017

MOVIMAT sedia desafio de logística da Scania (Foto: divulgação)

O Inovathon Logistics Challenge, desafio de logística promovido pela Scania para universitários de todo o Brasil, estará na MOVIMAT – Salão Internacional da Logística Integrada, entre 16 e 19 de outubro, no São Paulo Expo. O projeto é voltado aos estudantes, com o objetivo de aproximar a realidade da indústria e da academia.

Durante os quatro dias de evento, o espaço dedicado ao Inovathon promoverá jogos de logística que foram utilizados pela Scania durante a competição com os estudantes, palestras com especialistas em logística, digitalização e sustentabilidade no transporte, além de uma série de temas relacionados ao processo logístico da empresa.

“A MOVIMAT surpreende a cada ano e oferece ao público novidades para agregar conhecimento. Por isso está consolidada como um evento completo para o setor. É o espaço em que o profissional, além de conhecer tendências, encontra soluções integradas para otimizar custos e tornar o processo logístico mais eficiente, ágil e competitivo. E o Inovathon Logistics Challenge agrega tudo isso”, avalia Filippe Almeida, gerente de vendas da MOVIMAT.

“A ideia é de trazer – já na próxima geração de profissionais – uma Logística protagonista de decisões nas empresas, onde eficiência e sustentabilidade estão lado a lado criando uma oportunidade de solução para o transporte”, conta Patrícia Acioli, responsável pela Comunicação da Scania Latin America.

Para uma empresa que opera em um sistema de produção global, com presença em mais de 100 países, a escala de fluxo logístico diário é enorme – são 25.000 paletes de material, com mais de mil fornecedores fazendo entregas nas unidades de produção da Europa, América Latina, Ásia e África, somados à gestão de produtos finalizados – e portanto, a busca contínua pela eficiência. “Com foco nos fluxos logísticos e em suas conexões, aumentamos o valor da oferta para nossos clientes com custos operacionais mais baixos, prazos mais curtos, maior flexibilidade e redução das emissões de CO2. Esse é o caminho para um transporte sustentável”, ressalta o executivo.